Pesquisar no Blog

AS APARIÇÕES DE JACAREÍ-SP-BRASIL SAIBA MAIS! @Marcostaddeu Informe-se pelo TEL: (0XX12) 9 9701-2427 e-mail: santuariodejacarei@gmail.com BLOG OFICIAL

2 de mai de 2013

As Aparições de Nossa Senhora em Fátima - Portugal - 1917 aos videntes Lúcia, Francisco e Jacinta

Nossa Senhora do Rosário de Fátima 

FILME - APARIÇÕES DE FÁTIMA AOS PASTORINHOS LÚCIA, FRANCISCO E JACINTA NA COVA DA IRIA PARTE 1 

Edição e narração do vidente Marcos Tadeu Teixeira
Santuário das Aparições de Jacareí - SP - Brasil

FILME RARO: FÁTIMA(PARTE 2)- AS REVELAÇÕES DOS SEGREDOS-EM 2 PARTES-AOS VIDENTES LUCIA, FRANCISCO E JACINTA NA COVA DA IRIA-OS SINAIS-AS MENSAGENS

Edição e narração do vidente Marcos Tadeu Teixeira
Santuário das Aparições de Jacareí - SP - Brasil



Os videntes

LÚCIA DE JESUS

A principal protagonista das Aparições nasceu em 22 de Março de 1907, em Aljustrel, paróquia de Fátima. Em 17 de Junho de 1921, ingressou no Asilo de Vilar (Porto), dirigido pelas religiosas de Santa Doroteia.

Depois foi para Tuy, onde tomou o hábito, com o nome de Maria Lúcia das Dores. No dia 25 de Março de 1948, transferiu-se para Coimbra, onde ingressou no Carmelo de Santa Teresa, tomando o nome de Irmã Maria Lúcia de Jesus e do Coração Imaculado. No dia 31 de Maio de 1949, fez a sua profissão de votos solenes.

Faleceu em 13 de Fevereiro de 2005 no Carmelo de Sta. Teresa, com a idade de 97 anos.

FRANCISCO MARTO


Nasceu em 11 de Junho de 1908, em Aljustrel. Faleceu no dia 4 de Abril de 1919, na casa de seus pais. Muito sensível e contemplativo, orientou toda a sua oração e penitência para "consolar a Nosso Senhor".

Os seus restos mortais ficaram sepultados no cemitério paroquial até ao dia 13 de Março de 1952, data em que foram trasladados para a Basílica da Cova da Iria.

JACINTA MARTO


Nasceu em Aljustrel, no dia 11 de Março de 1910. Faleceu em 20 de Fevereiro de 1920, no Hospital de D. Estefânia, em Lisboa, depois de uma longa e dolorosa doença, oferecendo todos os seus sofrimentos pela conversão dos pecadores, pela paz no mundo e pelo Santo Padre.

Em 12 de Setembro de 1935 foi solenemente trasladado o seu cadáver do jazigo da família do Barão de Alvaiázere, em Vila Nova de Ourém, para o cemitério de Fátima, e colocado junto dos restos mortais do seu irmão Francisco.

No dia 1 de Maio de 1951, efectuou-se, com a maior simplicidade, a trasladação dos restos mortais de Jacinta para o novo sepulcro preparado na Basílica da Cova da Iria.

Francisco e Jacinta foram beatificados pelo Papa João Paulo II em 13 de Maio de 2000.



A mensagem



1) Aparições do Anjo

No verão de 1916, as crianças pastavam o rebanho de ovelhas quando foram surpreendidas por uma tempestade de verão. Refugiando-se numa caverna próxima, decidiram comer a merenda e esperar até que a tempestade amainasse. Assim que terminaram de rezar o Rosário, a chuva parou de súbito e, ao deixarem a caverna, foram saudados por uma forte ventania que soprava dos pinheiros. Quando procuraram a causa de tal vento, deram com a mesma nuvem translúcida que Lúcia já tinha observado no ano anterior. Desta vez, a nuvem moveu-se na direcção deles e tornou-se distinguível como um "jovem" transparente, aparentando cerca de catorze anos. O jovem apresentou-se às crianças:

"Não tenham medo. Eu sou o Anjo da Paz. Rezem comigo".

Ajoelhou-se então sobre o chão, curvando-se para a frente até que a testa tocou no solo, e orou:

"Meu Deus: eu creio, adoro, espero e amo-vos. Peço-vos perdão por aqueles que não crêem, não adoram, não esperam e não vos amam".

Rezou assim três vezes. Quando se levantou, disse às crianças:

"Rezem assim. Os Corações de Jesus e de Maria estão atentos à voz das vossas súplicas."

Desapareceu, de seguida, de vista. As crianças permaneceram em êxtase. Repetiram essa oração por longo tempo, como o anjo o fizera, de joelhos.

As crianças decidiram nada relatar dessa experiência, temendo o ridículo e as censuras dos pais e amigos. Algumas semanas mais tarde, o anjo tornou a aparecer e instou-os a que rezassem muito, oferecessem sacrifícios ao Altíssimo, acolhessem os sofrimentos que porventura o Senhor lhes enviasse, nestas palavras (copiadas do diário de Lúcia):

"Rezem! Rezem! Rezem muito! Os Corações de Jesus e de Maria têm sobre vocês desígnios de misericórdia. Ofereçam constantemente orações e sacrifícios ao Altíssimo! De tudo quanto puderem, ofereçam um sacrifício como reparação pelos pecados com que Ele é ofendido e de súplica pela conversão dos pecadores, atraindo assim sobre a vossa Pátria a paz. Acima de tudo, aceitem e suportem com submissão o sofrimento que o Senhor vos enviar."

Nesta terceira e última aparição, em Outubro de 1916, o Anjo trouxe nas mãos um Cálice, sobre o qual encontrava-se suspensa uma Hóstia, de que caíam gotas de sangue no Cálice. Deixando a Hóstia e o Cálice suspensos no ar, prostrou-se em terra e repetiu três vezes esta oração:

"Santíssima Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo, adoro-vos profundamente e ofereço-vos o preciosíssimo Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo, presente em todos os Sacrários da Terra, em reparação dos ultrajes, sacrilégios e indiferenças com que Ele mesmo é ofendido. E pelos méritos infinitos do seu Santíssimo Coração e do Coração Imaculado Coração de Maria peço-vos a conversão dos pobres pecadores".

Depois, levantando-se, tomou novamente nas mãos o Cálice e a Hóstia. Deu a Hóstia a Lúcia. O conteúdo do Cálice, deu-o a beber a Jacinta e Francisco, dizendo ao mesmo tempo:

"Tomem o Corpo e bebam o Sangue de Jesus Cristo, horrivelmente ultrajado pelos homens ingratos. Reparem os seus crimes e consolem ao vosso Deus."

Novamente prostrou-se em terra e repetiu com as crianças pelo menos três vezes a mesma oração. E desapareceu.



2) Aparições de Nossa Senhora

Em todas as aparições é Lúcia a única que dialoga com a Virgem. Jacinta vê e ouve mas não fala. Francisco apenas vê.



13 de Maio

Lúcia pergunta:

- Vossemecê quem é?


- Sou do Céu.

- E que quer de nós?


- Venho pedir-vos que venham aqui durante seis meses seguidos, no dia 13 a esta mesma hora. Depois, dir-vos-ei quem sou e o que quero. Depois, virei uma sétima vez.

- E eu vou para o Céu?

- Sim, vais.

- E a Jacinta?


- Também.

- E o Francisco?

- Também mas tem de rezar muitos terços.

Lúcia pergunta por duas jovens que tinham morrido há pouco tempo.

- A Maria já está no Céu?

- Sim, já está.

- E a Amélia?

- Estará no Purgatório até ao fim dos tempos.

- Quereis oferecer a Deus todos os sofrimentos que Ele vos enviar, em reparação pelos pecados com que Ele é ofendido, e pela conversão dos pecadores?

- Sim, queremos.

- Tereis muito que sofrer, mas a graça de Deus será o vosso conforto.

Enquanto pronunciava estas palavras, Nossa Senhora abriu as mãos e delas se desprendeu uma intensa luz. Lúcia dirá mais tarde: "Esta luz intensa penetrou no nosso coração até ao mais fundo da alma. Fazia com que nos víssemos em Deus, que era a luz, mais claramente do que nos vemos no melhor dos espelhos."

Antes de partir, Nossa Senhora disse-lhes:


- Rezai o terço todos os dias para alcançar a paz para o mundo e o fim da guerra.

- Quando acabará a guerra?


- Não posso dize-lo antes de vos dizer o que quero.

Com estas palavras elevou-se no Céu até desaparecer.



13 de Junho

- Vossemecê que me quer?


- Quero que venhais aqui no próximo dia treze, que rezeis o terço todos os dias e que aprendais a ler. Depois, dir-vos-ei o que quero.

Lúcia pede a cura de um doente:


- Se se converter, será curado.

- Queria pedir-lhe para nos levar para o Céu.


- Sim, Francisco e Jacinta, levá-los-ei em breve, mas tu ficarás aqui durante algum tempo. Jesus quer servir-se de ti para me fazer conhecer e amar. Ele quer estabelecer no mundo a devoção ao meu Imaculado Coração. A quem tiver esta devoção prometo a salvação; essas almas são queridas de Deus como flores colocadas por mim a embelezar o seu trono.

Com tristeza Lúcia diz:

- Vou ficar cá sozinha?


- Não minha filha. Sofres muito? Não desanimes. Nunca te abandonarei. O meu Coração Imaculado será o teu refúgio e o caminho que te conduzirá a Deus.

Diante da palma da mão direita da Virgem estava um coração cravado de espinhos: o Coração Imaculado de Maria ultrajado pelos pecados da humanidade e que pedia reparação.


13 de Julho


- Vossemecê que me quer?


- Quero que venham aqui no próximo dia 13, que continuem a rezar o terço todos os dias em honra de Nossa Senhora do Rosário, para obter a paz e o fim da guerra, pois só Ela vos pode socorrer.

- Queria pedir-lhe que dissesse quem é e que fizesse um milagre a fim de que toda a gente acredite que Vossemecê nos aparece.

- Continuai a vir aqui todos os meses. Em Outubro dir-vos-ei quem sou e o que quero, e farei um milagre que todos poderão ver para acreditarem.

Sacrificai-vos pelos pecadores, e dizei muitas vezes a Jesus, sobretudo quando fizerdes algum sacrifício: "Ó Jesus, é por amor por vós, pela conversão dos pecadores e em reparação pelos pecados cometidos contra o Imaculado Coração de Maria."

Diz Lúcia: "Nossa Senhora mostrou-nos um grande mar de fogo que parecia estar debaixo da terra. Mergulhados em esse fogo os demónios e as almas, como se fossem brasas transparentes e negras, ou bronzeadas com forma humana, que flutuavam no incêndio levadas pelas chamas que delas mesmas saiam, juntamente com nuvens de fumo, caindo para todos os lados, semelhante ao cair das faúlhas em os grandes incêndios sem peso nem equilíbrio, entre gritos e gemidos de dor e desespero que horrorizava e fazia estremecer de pavor. Os demónios distinguiam-se por formas horríveis e ascorosas de animais espantosos e desconhecidos, mas transparentes e negros. Esta vista foi um momento, e graças à nossa boa Mãe do Céu; que antes nos tinha prevenido com a promessa de nos levar para o Céu (na primeira aparição) se assim não fosse, creio que teríamos morrido de susto e pavor."

Em seguida, levantámos os olhos para Nossa Senhora que nos disse com bondade e tristeza:


- Vistes o inferno, para onde vão as almas dos pobres pecadores, para as salvar, Deus quer estabelecer no mundo a devoção a meu Imaculado Coração. Se fizerem o que eu disser salvar-se-ão muitas almas e terão paz. A guerra vai acabar, mas se não deixarem de ofender a Deus, no reinado de Pio XI começará outra pior. Quando virdes uma noite, alumiada por uma luz desconhecida, sabei que é o grande sinal que Deus vos dá de que vai a punir o mundo de seus crimes, por meio da guerra, da fome e de perseguições à Igreja e ao Santo Padre. Para a impedir virei pedir a consagração da Rússia a meu Imaculado Coração e a comunhão reparadora nos primeiros sábados. Se atenderem a meus pedidos, a Rússia se converterá e terão paz, se não, espalhará seus erros pelo mundo, promovendo guerras e perseguições à Igreja, os bons serão martirizados, o Santo Padre terá muito que sofrer, várias nações serão aniquiladas, por fim o meu Imaculado Coração triunfará. O Santo Padre consagrar-me-á a Rússia, que se converterá, e será concedido ao mundo algum tempo de paz. Em Portugal o dogma da fé manter-se-á sempre, etc... Não digais isto a ninguém, excepto ao Francisco.

E acrescentou:

- Quando rezardes o terço, dizei depois de cada mistério:

"Ó meu Deus, per doai-nos e livrai-nos do fogo do inferno. Levai as almas para o Céu, sobretudo as mais precisadas."

A aparição de 13 de Julho contém a chamada 3ª parte do "segredo" de Fátima. A 1ª e a 2ª, respectivamente, a visão do inferno e o pedido da consagração da Rússia, já tinham sido revelados. Foi em 13 de Maio de 2000 que o Papa João Paulo II beatifica Jacinta e Francisco Marto, e que é dada a conhecer publicamente a carta que Lúcia escrevera em 1944, onde narra a continuação da visão de 13 de Julho de 1917.


TERCEIRA PARTE DO "SEGREDO"

Carta escrita em Tuy, em 03-01-1944


"Depois das duas partes que já expus, vimos ao lado esquerdo de Nossa Senhora um pouco mais alto um Anjo com uma espada de fogo em a mão esquerda; ao cintilar, despedia chamas que parecia iam incendiar o mundo; mas apagavam-se com o contacto do brilho que da mão direita expedia Nossa Senhora ao seu encontro: O Anjo apontando com a mão direita para a terra, com voz forte disse: Penitência, Penitência, Penitência! E vimos numa luz imensa que é Deus: “algo semelhante a como se vêem as pessoas num espelho quando lhe passam por diante” um Bispo vestido de Branco “tivemos o pressentimento de que era o Santo Padre”. Vários outros Bispos, Sacerdotes, religiosos e religiosas subir uma escarpada montanha, no cimo da qual estava uma grande Cruz de troncos toscos como se fora de sobreiro com a casca; o Santo Padre, antes de chegar aí, atravessou uma grande cidade meia em ruínas, e meio trémulo com andar vacilante, acabrunhado de dor e pena, ia orando pelas almas dos cadáveres que encontrava pelo caminho; chegado ao cimo do monte, prostrado de joelhos aos pés da grande Cruz foi morto por um grupo de soldados que lhe dispararam vários tiros e setas, e assim mesmo foram morrendo uns trás outros os Bispos Sacerdotes, religiosos e religiosas e várias pessoas seculares, cavalheiros e senhoras de varias classes e posições. Sob os dois braços da Cruz estavam dois Anjos cada um com um regador de cristal em a mão, neles recolhiam o sangue dos Mártires e com ele regavam as almas que se aproximavam de Deus."


19 de Agosto

Nos Valinhos (porque no dia 13 tinham sido impedidos de ir à Cova da Iria pelas autoridades)


- Quero que continueis a ir à Cova da Iria no dia 13, que continueis a rezar o terço todos os dias. No último mês farei o milagre.

Lúcia perguntou o que fazer ao dinheiro que deixavam junto da azinheira.


- Fareis dois andores, um levas tu com a Jacinta e mais duas meninas, o outro leva o Francisco com outros três rapazes, todos vestidos de branco. Será para a festa de Nossa Senhora do Rosário.


Rezai, rezai muito e fazei sacrifício pelos pecadores porque muitas almas vão para o inferno por não terem ninguém que se sacrifique por elas.


13 de Setembro

Os pastorinhos usavam uma corda apertada em volta da cintura como sacrifício e dormiam com ela.


- Deus está satisfeito com os vossos sacrifícios mas não quer que dormais com a corda. Trazei-a só de dia.


13 de Outubro


- Quero dizer-te que se construa aqui uma capela em minha honra. Eu sou a Senhora do Rosário. Continuem sempre a rezar o terço todos os dias. A guerra vai acabar e os soldados virão para casa em breve.

É preciso deixar de ofender Nosso Senhor que já está tão ofendido.

De seguida deu-se o 'milagre do sol' durante dez minutos, presenciado por cerca de 70.000 pessoas. O sol, assemelhando-se a um disco de prata, podia fitar-se sem dificuldade e girava sobre si mesmo como uma roda de fogo, parecendo precipitar-se na terra. Neste espaço, os videntes puderam contemplar no céu as imagens da Sagrada Família, a visão de Nossa Senhora das Dores acompanhada de Nosso Senhor que abençoava o mundo, e Nossa Senhora do Carmo.





Aparições posteriores a Lúcia:

Sendo Lúcia religiosa de Santa Doroteia, Nossa Senhora apareceu-lhe novamente em Espanha (10 de Dezembro de 1925 e 15 de Fevereiro de 1926, no Convento de Pontevedra, e na noite de 13/14 de Junho de 1929, no Convento de Tuy), pedindo a devoção dos cinco primeiros sábados (rezar o terço, meditar nos mistérios do Rosário, confessar-se e receber a Sagrada Comunhão, em reparação dos pecados cometidos contra o Imaculado Coração de Maria) e a Consagração da Rússia ao mesmo Imaculado Coração. 





DEFESA ÀS APARIÇÕES DE JACAREÍ

DEFESA ÀS APARIÇÕES DE JACAREÍ

(FEITA POR UM PEREGRINO, AO CONTEMPLAR UM VÍDEO FALANDO MAL DAS MESMAS CITADAS ACIMA, E SOBRE A CARTINHA DO BISPO DA ÉPOCA, ALEGANDO QUE AS APARIÇÕES NÃO ERAM VERDADEIRAS)

NÃO SEI QUEM FEZ MAS PRA MIM ESSA PESSOA MERECIA UMA MEDALHA DE HONRA DE NOSSA SENHORA POR ESTA BELA DEFESA

"Quando você diz que devemos dar ouvidos ao que os padres dizem a respeito das aparições de Jacareí, corre em um ledo engano, pois, a “opinião pessoal” deles é que não pode ser elevado ao nível de “dogma de fé”. As cartas de Dom Nelson são muito citadas pelos que latem que estas Sagradas Aparições são falsas. Portanto, mister se faz alguns esclarecimentos. Há duas cartas oficiais onde este indigitado bispo trata da matéria “aparições”. Uma primeira, publicada em 1996, enquanto o mesmo ainda era bispo de São José dos Campos (diocese a qual pertence Jacareí). Nesta, não há menção alguma ao nome do Profeta Marcos Tadeu Teixeira, muito menos, excomunhão, há somente algumas orientações pastorais. A segunda, publicada em 2007 e republicada em 2011, realmente traz explicitamente o nome do Profeta Marcos Tadeu Teixeira, porém, nesta, a palavra “excomunhão” é sequer mencionada.

Ainda há um probleminha com esta segunda carta. O dito bispo (certamente pela providência de Nossa Senhora) foi transferido para a diocese de Santo André/SP em 2003, e, observem, a segunda carta publicada por ele ocorreu no ano de 2007, quando já havia deixado de ter jurisdição eclesiástica sobre a cidade de Jacareí. Portanto, o mesmo, ao editar esta carta, violou a jurisdição eclesiástica conferida a ele pela Igreja, e, ainda, violentou gravemente a autoridade de Dom Moacir, então, bispo da Diocese de São José dos Campos, que, se quisesse, poderia ter criado o maior caso com isso, pois Dom Nelson desrespeitou frontalmente e atropelou sua autoridade eclesiástica, uma verdadeira afronta. Então eu lhes pergunto, vocês ainda vão dar credibilidade a um documento irregular e eivado de vícios como esse?

Vale lembrar, que não é obrigatório seguir estas cartas circulares dos bispos. Não há heresia nem cisma nisso. Um católico somente pode ser acusado de cismático ou herege se atentar contra os Dogmas de Fé. Que eu saiba, carta circular de bispo não é Dogma de Fé. Como a primeira carta de Dom Nelson não condena as Aparições de Jacareí, e a segunda está irregular, pode-se dizer que não pesa condenação oficial e regular da Igreja sobre estas Santas Aparições. Além do mais, até o presente momento, Dom José Valmor, que atualmente tem jurisdição eclesiástica sobre Jacareí, não fez pronunciamento oficial sobre as mesmas. Documento oficial onde o Profeta Marcos foi excomungado, também é inexistente, portanto, qualquer informação que diga o contrário é fruto de pura “fofoca”.

Ressalto que em Jacareí, realmente, não damos tanta importância aos documentos do Vaticano. O que nós realmente valorizamos é a doutrina que nos foi transmitida pelos santos, como Santo Afonso, São Luiz, Santa Teresa, São João da Cruz, etc... Outro adendo que gostaria de acrescentar, diz respeito ao fato da obrigatoriedade ou não das Sagradas Mensagens Celestiais. A orientação predominante entre os teólogos católicos, de que não é obrigatório seguir as Aparições de Nossa Senhora, se funda em meras opiniões pessoais de alguns clérigos a respeito do assunto. Esta orientação não tem o caráter da infalibilidade papal e muito menos é um Dogma de Fé. Realmente, o catecismo atual traz algo nesse sentido, mas vale lembrar que o mesmo não recebeu o caráter da infalibilidade pelo Concílio Vaticano II. Bem ao contrário do Santo Catecismo do Concílio de Trento. Este sim, recebeu o caráter de infalível. Ocorre que nossa amada Igreja há muito se transviou de uma tradição bíblica milenar, através da qual o “Deus dos Exércitos” sempre manifestou sua vontade ao povo de Israel por meio de suas aparições aos profetas (mesmo fenômeno que ocorre com o, também, profeta Marcos Tadeu, pois os fenômenos miraculosos e de aparições que ocorrem naquele Santuário, são da mesma espécie dos verificados na Sagrada Bíblia).

Ora, nos tempos bíblicos não era através dos fariseus, saduceus, príncipes e doutores da lei (a Igreja oficial da época) que Deus dava as suas diretrizes ao povo eleito, mas sim, através dos profetas, em outras palavras, dos videntes. Nos primórdios do cristianismo, também ocorria assim, pois, a própria origem da nossa amada Igreja se funda nas “aparições” de Jesus aos apóstolos e discípulos. Então, por que esta tradição bíblica foi quebra? Será que é porque as aparições aos profetas cessaram? Errado, pois nos últimos 100 anos ocorreram mais de 1000 aparições de Nossa Senhora, dos santos e anjos, e até de Deus.
A pergunta correta é, por que o clero tenta abafar isso, pois grande parte, senão todas, destas aparições também foram acompanhadas de sinais miraculosos, como, curas inexplicáveis pela ciência, sinais na natureza, etc... Se Deus usava deste expediente nos tempos bíblicos, certamente deveria continuar a usá-lo nos tempos do catolicismo, pois uma grande verdade que a Teologia professa é que Deus é imutável. Não citarei as passagens bíblicas onde Deus manifesta sua vontade através dos videntes/profetas, pois se assim fizesse, teria que citar a Bíblia inteira, pois a própria formação e ensinamentos nela transmitidos se dão por este meio. Gostaria apenas de citar um pequeno exemplo de qual atitude deveremos tomar frente às Aparições de Jacareí, tomando por base a Bíblia. Saulo, quando se dirigia à cidade de Damasco e Jesus lhe “aparece” exclama: “Senhor, que queres que eu faça?” (At 9, 6). Naquela ocasião, Jesus disse a ele para procurar os fariseus e saduceus (a Igreja oficial da época)? Não! O ordenou que entrasse na cidade de Damasco e ali lhe seria dito o que deveria fazer. Beleza. E quem Deus enviou para Saulo? Os fariseus e saduceus (a Igreja oficial da época)? Não! Mas Ananias, um vidente. Como eu sei que Ananias era um vidente? As Sagradas Escrituras nos contam que foi uma aparição de Jesus que disse para ele ir procurar Saulo. É só conferir At 9, 10-16ss.

Outro exemplo foi Judas Iscariotes; este preferiu errar com a Igreja oficial da época (lembra né, fariseus e saduceus) que acertar sem ela. Bom... Errou mesmo! E segundo alguns santos místicos, como Maria de Ágreda, sua alma se encontra no inferno. Assim, a posição teológica defendida pela maioria dos teólogos atuais, de que as aparições não são obrigatórias, falando em termos de estudo teológico da atualidade, é perfeitamente passível de questionamento, e, inclusive, daria uma boa tese de doutoramento. É um posicionamento que pode ser mudado. Não é Dogma de Fé. Gostaria de finalizar este ponto dizendo o seguinte. Jesus tolerou para sempre aquela Igreja oficial da época (o judaísmo) que rejeitou o projeto que suas aparições aos Apóstolos (que também eram videntes) propunha? Claro que não!!! Por causa disso, Deus se retirou do meio daquela Igreja e passou a habitar no meio dos seus videntes, os apóstolos e discípulos, e, assim, surgiu a nossa amada Igreja Católica (Mt 21, 39-45).

Não é objetivo do Profeta Marcos Tadeu, nem de sua Ordem e muito menos de nós, a Milícia da Paz (formada por todos os fiéis seguidores daquele Santuário) provocar um cisma na Igreja. Nós apenas denunciamos os erros (prerrogativa esta, conferida aos leigos pelo próprio Concílio Vaticano II), lutamos para que a devoção a Nossa Senhora, aos santos e anjos seja colocada em seu devido lugar, e que as suas mensagens, e as dos demais santos, e até as de Deus, seja acolhida como nos tempos Bíblicos, pois acreditamos que se isto não for feito, irá se abater gigantescos cataclismos sobre a Terra, de uma tal magnitude que nunca houve, nem jamais haverá. Acreditamos que esta “palavra de Deus” transmitida nas aparições é o caminho e a única forma de salvar o mundo, e qualquer obra, ou pessoa, que ensine ou faça diferente do que elas dizem, é desprezada por nós. O motivo para isto é muito simples. Desde tempos remotos, as Aparições de Nossa Senhora (inclusive as não aprovadas pela Igreja) vêm dizendo o que aconteceria ao mundo se esta “palavra de Deus” não fosse obedecida. Resultado, tudo o que elas disseram, em um passado remoto, está se cumprindo na atualidade. Então, não há outra conclusão a se fazer, a não ser admitir que elas eram verdadeiras, e que o clero errou. Aliás, o histórico de erro do clero é algo realmente interessante. Basta citar a condenação que pesou durante 20 anos sobre as Santas Aparições de Jesus Misericordioso à Santa Faustina, e não foi por um “bispozinho” qualquer. Foi pelo próprio papa da época. Se não fosse a atuação do então Cardeal Karol Józef Wojtyła, futuro Papa João Paulo II, estas aparições estariam condenadas até os tempos atuais, e, certamente, você seria um grande opositor delas, não é? Infelizmente, como atualmente o número de Cardeais, e clérigos em geral, com este nível de espiritualidade é praticamente nulo... tadinha das aparições... snif. Praticamente nenhum deles entende de Teologia Mística, o estudo apropriado para se avaliar as aparições e estudá-las.

Além do mais, as aparições de La Salette, Lourdes e Fátima, para quem conhece mais a fundo sua história, verá que elas na verdade não foram aceitas pelo clero. Muito pelo contrário, este as combateu com todas as suas forças. Na realidade, o que ocorreu, é que os fiéis praticamente as fizeram descer goela abaixo na garganta do clero, de tal modo, que eles não tiveram outra opção a não ser aprová-las. E, mesmo nestas que foram aprovadas, o estrago que o clero fez é algo incomensurável. Não as divulgou como deveria; se o corpo incorrupto de Santa Bernadete estivesse no Santuário de Lourdes iria converter milhões de fiéis, no entanto está praticamente escondido no convento de Nevers; o corpo incorrupto de Santa Jacinta foi escondido dos fiéis; a esmagadora maioria dos vaticanistas da Itália é de acordo que, até hoje, o terceiro segredo de Fátima não foi revelado em sua integralidade; a consagração da Rússia não foi feita como Nossa Senhora pediu até os dias atuais, etc... E isso, só para citar os danos que me vem à mente neste momento.

No Santuário das Aparições de Jacareí, o Profeta Marcos está resgatando tudo aquilo que a Igreja e a sociedade tanto se esforçaram para extinguir, os escapulários, medalhas, mensagens, enfim, a salvação do mundo que Nossa Senhora nos revelou e ofereceu com tanto amor ao longo de suas aparições na história. Sem dúvida, lá está se cumprido a passagem da Escritura na qual se diz: “Por isso, todo escriba instruído nas coisas do Reino dos céus é comparado a um pai de família que tira de seu tesouro coisas novas e velhas...” Mt 13,52 É uma nova aparição que resgata todas, até as mais antigas. Portanto, se ainda quiserem seguir a doutrina da cabeça deste cara de que não precisamos de aparições, o problema é de vocês. Aliás, se formos pensar bem, porquê Deus, Nossa Senhora os anjos e os santos apareceriam, né? Afinal de contas, nosso mundo está uma verdadeira maravilha, não é? Não temos problemas de droga, prostituição, corrupção, degradação moral, depressão, decadência da Igreja, violência, roubos, assassinatos, guerras, miséria..., todos os sacerdotes são verdadeiros Serafins de santidade, enfim, o Vaticano está dando conta do recado... Só não está apresentando um desempenho melhor devido a um “pequeno” probleminha de tráfico de influência entre os altos clérigos, desvio de verbas do banco do Vaticano, looby gay entre os padres, pedofilia generalizada, um papa progressista e comunista..., mas, afinal de contas, são probleminhas fáceis de serem solucionados, né? É... Em um mundo maravilhoso e em ótimo funcionamento como esse, realmente não entendo o motivo de tantas aparições..."