Pesquisar no Blog

24 de jun de 2013

24 de junho - Dia da Natividade de São João Batista

Natividade de São João Batista
Século I

Assim os evangelistas apresentam com todo rigor a figura de João como precursor do Messias, cujo dia do nascimento é também chamado de "Aurora da Salvação". É o único santo, além de Nossa Senhora, em que se festeja o nascimento, porque a Igreja vê nele a preanunciação do Natal de Cristo. 

Ele era um filho muito desejado por seus pais, Isabel e Zacarias, ela estéril e ele mudo após o anuncio do Anjo, ambos de estirpe sacerdotal e já com idade bem avançada. Isabel haveria de dar à luz um menino, o qual deveria receber o nome de João, que significa "Deus é propício". Assim foi avisado Zacarias pelo anjo Gabriel. 






A Bíblia nos diz que Isabel era prima e muito amiga de Maria, e elas tinham o costume de visitarem-se. Uma dessas ocasiões foi quando já estava grávida: 


"Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança lhe estremeceu no ventre, e Isabel ficou repleta do Espírito Santo" (Lc 1,41). 



Ainda no ventre da mãe, João faz uma reverência e reconhece a presença do Cristo Jesus. Na despedida, as primas combinam que o nascimento de João seria sinalizado com uma fogueira, para que Maria pudesse ir ajudar a prima depois do parto. 

Conforme a indicação de Lucas, Isabel estava no sexto mês de gestação de João, que foi fixado pela Igreja três meses após a Anunciação de Maria e seis meses antes do Natal de Jesus. O sobrinho da Virgem Maria foi o último profeta e o primeiro apóstolo. "É mais que profeta, disse ainda Jesus. 

É dele que está escrito: eis que envio o meu mensageiro à tua frente; ele preparará o teu caminho diante de ti". Ou seja, o primo João inicia sua missão alguns anos antes de Jesus iniciar a sua própria missão terrestre. 

Lucas também fala a respeito da infância de João: o menino foi crescendo e fortificando-se em espírito e viveu nos desertos até o dia em que se apresentou diante de Israel. 




Com palavras firmes, pregava a conversão e a necessidade do batismo de penitência. 
Anunciava 
a vinda do messias prometido e esperado, enquanto de si mesmo deu este testemunho: "Eu sou a voz do que clama no deserto: Endireitarei o caminho do Senhor..." Aos que o confundiam com Jesus, afirmava com humildade: "Eu não sou o Cristo". e "Não sou digno de desatar a correia de sua sandália". Sua originalidade era o convite a receber a ablução com água no rio Jordão, prática chamada batismo. Por isso o seu apelido de Batista. 

João Batista teve a grande missão de batizar o próprio Cristo. Ele apresentou oficialmente Cristo ao povo como Messias com estas palavras: "Eis o Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo... Ele vos batizará com o Espírito Santo e com o fogo". 
Jesus, falando de João Batista, tece-lhe o maior elogio registrado na Bíblia: "Jamais surgiu entre os nascidos de mulher alguém maior do que João Batista. Contudo o menor no Reino de Deus é maior do que ele".

Ele morreu degolado no governo do rei Herodes Antipas, por defender a moralidade e os bons costumes. O seu martírio é celebrado em 29 de agosto, com outra veneração litúrgica. 

São João Batista é um dos santos mais populares em todo o mundo cristão. A sua festa é muito alegre e até folclórica. 

Com muita música e danças, o ponto central é a fogueira, lembrando aquela primeira feita por seus pais para comunicar o seu nascimento: anel de ligação entre a antiga e a nova aliança.

*****************************************************

NATIVIDADE DE SÃO JOÃO BATISTA, O PROFETA QUE FOI, EM SUA ESSÊNCIA, O FIEL ARAUTO DO REINO DE DEUS.
POR MEIO DE SUA VOZ, ANUNCIAVA UM REINO IMINENTE, RENOVANDO A PROMESSA FEITA POR DEUS AOS PATRIARCAS DO ANTIGO TESTAMENTO.

JÁ NO ANTIGO TESTAMENTO ENCONTRAMOS PASSAGENS QUE SE REFEREM A JOÃO BATISTA. ELE É ANUNCIADO POR MALAQUIAS E, PRINCIPALMENTE, POR ISAÍAS. OS OUTROS PROFETAS SÃO UM PRENÚNCIO DO BATISTA E É COM ELE QUE A MISSÃO PROFÉTICA ATINGE A SUA PLENITUDE. ELE É, ASSIM, UM DOS ELOS ENTRE O ANTIGO E O NOVO TESTAMENTO.




SÃO JOÃO BATISTA DESPERTOU PARA A VOCAÇÃO PROFÉTICA, PARA O CUMPRIMENTO DE SUA MISSÃO, AINDA NO VENTRE DE SUA MÃE, DE ONDE, ESTREMECENDO DE ALEGRIA, JÁ ANUNCIAVA A PRESENÇA DO CRISTO, DO SALVADOR DOS HOMENS. EM SUA PRIMEIRA MANIFESTAÇÃO, ELE NOS ENSINA QUE A FELICIDADE É O SENTIMENTO INERENTE A TODA PESSOA QUE ESTÁ REPLETA DA 
GRAÇA DIVINA.


AO ATINGIR A MATURIDADE, O BATISTA SE ENCAMINHOU PARA O DESERTO E, NESSE AMBIENTE, PREPAROU-SE, POR MEIO DA ORAÇÃO E DA PENITÊNCIA, PARA CUMPRIR SUA MISSÃO. MEDIANTE UMA VIDA EXTREMAMENTE COERENTE, ELE NÃO CESSAVA JAMAIS DE CHAMAR OS HOMENS À CONVERSÃO, ADVERTINDO: “ARREPENDEI-VOS E CONVERTEI-VOS, POIS O REINO DE DEUS ESTÁ PRÓXIMO.” (MT 3,2)
SÃO JOÃO BATISTA VIVEU INTEGRALMENTE A SUA VOCAÇÃO, POIS SABIA QUE DEVIA “PREPARAR O CAMINHO DO SENHOR, APLAINAR AS SUAS VEREDAS.”















POR SUA AUSTERIDADE E FIDELIDADE CRISTÃ, ELE FOI CONFUNDIDO COM O PRÓPRIO CRISTO, MAS, IMEDIATAMENTE, RETRUCOU: “EU NÃO SOU O CRISTO!” (JO 3,28) E “NÃO SOU DIGNO DE DESATAR A CORREIA DE SUA SANDÁLIA.” (JO 1,27)QUANDO SEUS DISCÍPULOS HESITAVAM, SEM SABER A QUEM SEGUIR, ELE APONTAVA EM DIREÇÃO AO ÚNICO CAMINHO, DEMONSTRANDO O RUMO CERTO, AO EXCLAMAR: “EIS O CORDEIRO DE DEUS, QUE TIRA O PECADO DO MUNDO.” (JO1,29)

JOÃO BATISTA OCUPA UM LUGAR DE DESTAQUE NO NOVO TESTAMENTO, POIS ELE FOI A FIEL TESTEMUNHA DE CRISTO, 
FOI QUEM PREPAROU EM TUDO O CAMINHO DO MESSIAS. 



POR AMOR À VERDADE, ELE NÃO HESITOU NEM MESMO DIANTE 
DA POSSIBILIDADE DE PERDER A PRÓPRIA VIDA, POIS JÁ RECONHECIA O VALOR DA VIDA ETERNA.
O BATISTA É, INDUBITAVELMENTE, UM EXEMPLO DE AMOR E DE FIDELIDADE AO CRISTO; ELE CUMPRIU PLENAMENTE SUA VOCAÇÃO PROFÉTICA. E POR MEIO DE UM GESTO DE CARINHO, O PRÓPRIO CRISTO DEMONSTROU O SEU AGRADECIMENTO, DEIXANDO-SE BATIZAR POR JOÃO.

DEUS ELOGIA SÃO JOÃO BATISTA E MANIFESTA A IMPORTÂNCIA DESSE PROFETA, POIS UM ELOGIO DIVINO É SEMPRE GRANDIOSO. CABE, ENTÃO, A NÓS, NOS ESFORÇARMOS PARA CONHECER MELHOR O BATISTA.





JOÃO BATISTA FOI DECAPITADO POR SER COERENTE, AUTÊNTICO, E POR AMAR A VERDADE, MAS A SUA VOZ CONTINUOU RESSOANDO, POIS QUANDO CRISTO REALIZAVA SEUS PRIMEIROS MILAGRES, HERODES, AFIRMAVA: “JOÃO, QUE EU MANDEI DECAPITAR, 
FOI RESSUSCITADO!”(MC 6,16)
NOS DIAS ATUAIS, A VOZ DO BATISTA CONTINUA RESSOANDO, AO NOS ENSINAR: “PRODUZI FRUTOS DE ARREPENDIMENTO, POIS TODA A ÁRVORE QUE NÃO PRODUZIR BONS FRUTOS SERÁ CORTADA E LANÇADA AO FOGO.” (LC 2, 8-9) SÃO JOÃO BATISTA É UM EXEMPLO A SER SEGUIDO.




DEVEMOS, CONTINUAMENTE, ESCUTAR A SUA VOZ PARA MELHOR SERVIRMOS NA EVANGELIZAÇÃO E, COM HUMILDADE, DESEMPENHARMOS AS MISSÕES QUE NOS SÃO CONFIADAS NAS DIVERSAS PASTORAIS DA IGREJA. DEVEMOS, TAMBÉM, APRENDER COM JOÃO BATISTA A SERMOS FIÉIS À NOSSA VOCAÇÃO.


O BATISTA APRESENTOU O CRISTO AO POVO DE ISRAEL. QUE POSSAMOS, ENTÃO, SOLICITAR A SUA INTERCESSÃO PARA QUE NOS AJUDE A ANUNCIAR O NOSSO REDENTOR A TODOS AQUELES QUE AINDA NÃO O CONHECEM.

SÃO JOÃO BATISTA, ROGAI POR NÓS, PARA QUE SEJAMOS, SEMPRE, ANUNCIADORES DO REINO DE DEUS E FIÉIS COMPANHEIROS DE CRISTO, NESSA JERUSALÉM DA VIDA, NESSE LONGO CAMINHO QUE ABARCA TODA A NOSSA EXISTÊNCIA AQUI NA TERRA.