Pesquisar no Blog

AS APARIÇÕES DE JACAREÍ-SP-BRASIL SAIBA MAIS! @Marcostaddeu Informe-se pelo TEL: (0XX12) 9 9701-2427 e-mail: santuariodejacarei@gmail.com BLOG OFICIAL

18 de jul de 2013

Meditação da Mensagem de Santa Sinforosa nas Aparições de Jacareí. Seu Martírio e o de seus filhos.

http://gloria.tv/?media=308113

JACAREÍ, 9 DE JANEIRO DE 2011
MENSAGENS DE SÃO MIGUEL ARCANJO E SANTA SINFOROSA
COMUNICADAS AO VIDENTE MARCOS TADEU TEIXEIRA

MENSAGEM DE SÃO MIGUEL

"-Amados irmãos, Eu, MIGUEL, servo do Altíssimo e da Mãe de Deus, venho dar-vos a Paz e abençoar-vos hoje novamente.
Sede os valorosos combatentes do Senhor, vivendo cada dia mais: na fé, na prática e exercício de todas as virtudes, na vida de oração intensa e profunda, na união e na doce intimidade do vosso coração com Deus e com a Mãe de Deus, na oração, no recolhimento, na meditação e sobretudo, na profunda procura, busca e desejo da vontade de Deus e da Mãe de Deus. Para que assim, verdadeiramente, a vossa vida seja aquele mar de amor, luz, paz e santidade que Eles desejam para vocês e esperam que a vida de vocês se torne pela profunda união com Eles!
Sede os valorosos combatentes do Senhor, defendendo sempre mais a verdade, anunciando sempre mais a verdade, proclamando sempre mais com a palavra e com a vida a verdade que vós conheceis Aqui, nestas Aparições e Mensagens. Para que assim, sempre mais, levando adiante a luz da eterna verdade, possais dissipar as trevas do erro, da mentira e de toda a cilada de satanás, libertando as almas da escravidão do pecado, da mentira e da ilusão do amor das coisas passageiras. Para que assim, sendo verdadeiramente livres todos possam encontrar a verdadeira paz, a verdadeira alegria, a salvação que só Deus o homem pode encontrar e do qual pode receber.
Sede os valorosos combatentes do Senhor, indo como a Mãe de Deus vos mandou de casa em casa, fazendo os Cenáculos que Ela vos mandou, levando as Orações e Mensagem deste Lugar Sagrado. Para que assim, a luz do Coração Imaculado Dela penetre nas famílias, expulsando dos corações, das almas e dos lares as trevas do pecado, as trevas do mundo, as trevas da ilusão, das coisas deste mundo que são passageiras, que penetraram e destruíram tantas famílias, por meio dos meios de comunicação, por meio da moda, por meio dos erros que sempre mais são propagados quer dentro, quer fora da igreja. Para que assim, a luz do Coração Imaculado de Maria, luz da verdade e da graça triunfe em todos os os corações. E as famílias, a sociedade e o mundo possam ressuscitar no Amor e pelo Amor, para que então o CORAÇÃO DE MARIA reine sobre tudo, em tudo e em todos.
Sede os valorosos combatentes do Senhor, fazendo sempre mais da vossa vida uma contínua oferta de vós mesmos a Deus, para que então Ele possa utilizar vocês como ferramentas dóceis, como instrumentos poderosos, para que realize Sua obra de salvação, fazendo com que a todas as almas e a todos os corações chegue também Sua graça salvadora. Se vós fordes como instrumentos musicais dóceis às mão daquele que o maneja, o Senhor poderá através de vós entoar mais uma vez o Seu ‘hino de amor’ por todos pôs Seus filhos e todos ao ouvir este ‘hino de amor’ verão o amor do Senhor, conhecerão a doçura de Sua bondade, conhecerão as riquezas de Sua graça, se apaixonarão por Ele e pela Mãe de Deus e todos quererão ser Deles e viver para Eles também.

Assim como na vida dos Santos o Senhor pôde entoar este ‘hino de amor’, porque foram instrumentos dóceis nas Mãos do Senhor, se vós também fordes como instrumentos dóceis nas Mãos do Senhor, Ele também poderá entoar para o mundo todo a Sua eterna ‘canção de amor’, o Seu eterno ‘hino de amor’ que a todos convida a conhece-Lo, a se aproximar Dele, a amar-Lo, a provar quão suave e bondoso é o Senhor, para aqueles que O amam, para aqueles que O temem, para aqueles que O obedecem.

Eu, MIGUEL estou sempre aqui para vos ajudar a serdes estes instrumentos dóceis, a serdes estes valorosos combatentes do Senhor. Habito neste Lugar sagrado dia e noite sem cessar. Estou aqui para vos levantar quando caís, para vos dar forças quando fraquejais, para segurar as vossas mãos e prepará-las para a luta, para realmente fortalecer os vossos nervos e os vossos pés para o combate, para ser o vosso escudo poderoso de defesa contra todos os males espirituais e até os temporais. E para ser sempre uma luz, um farol luminoso que ilumina o caminho pelo qual vós deveis seguir.

Não tenhais medo! Entre vós e o inimigo, entre vós e as tribulações está a Minha Espada, eles só poderão se aproximar de vós tanto quanto Eu deixar, tanto quanto for permitido pelo Senhor, nem um centímetro a mais. Por isso, confiai em Mim, entregai-vos completamente a Mim e Eu sempre vos guiarei.

A todos neste momento, abençoo generosamente do Mont Sant Michel, do Monte Gargano e de Jacareí.

A Paz Marcos, amigo predileto Meu. A Paz. Amo-te. Permaneçamos sempre unidos, Nós.”

**********************************************************************
MENSAGEM DE SANTA SINFOROSA

“-Amados irmãos Meus! Eu, SINFOROSA, serva do Senhor, de Maria Santíssima e de São José, vos abençoo hoje e dou também a Paz!

Sede templos vivo do Senhor, abrindo os vossos corações para o amor Dele, deixando entrar no vosso coração o amor do Senhor, vivendo sempre mais para agradá-Lo, para fazer a vontade Dele, para renunciar sempre mais a vossa vontade, de forma que a vossa vida seja um perfeito cumprimento do Plano do Senhor e não do vosso plano. E assim a vossa vida se torne um sinal do amor de Deus no mundo.

Sede os templos vivo do Senhor, incensando o altar da vossa alma sempre mais com o perfume da oração, das boas obras, do exercício das virtudes:

da magnificência, da longanimidade, da prudência, da fortaleza, da generosidade, do desprendimento de vós mesmos e da vossa vontade, da renúncia ao vosso próprio ‘eu’ e ao vosso querer, do amor, da paciência, da constância, da perseverança e de todas as outras virtudes. Para que vós verdadeiramente, crescendo cada dia mais no exercício dessas virtudes possais ajuntar ouro acrisolado, ou seja, ouro purificado na têmpera, no fogo, na fornalha das provações, das virtudes praticadas heroicamente nas dificuldades, nos testes que Deus permite a cada de sua vida. Para que assim, vossas virtudes sempre mais sólidas, sempre mais firmes e verdadeiras, sempre mais brilhantes e luminosas possam resplandecer aos olhos de todas as almas, de todos os homens, de todos os povos. E assim, todos possam ver quão grande e magnífico é o Senhor e quão maravilhosa é a obra do Senhor feita aos olhos de todos.

Sede os templos vivo do Senhor, vivendo na presença do Senhor, ou seja, fazendo tudo para Ele, por Ele, com Ele, nunca perdendo de vista a presença do Senhor, que Ele tudo vê, tudo sabe, tudo conhece. Que Ele sabe os pensamentos dos vossos corações antes mesmo de os transformardes em palavras. E assim, vivendo na presença do Senhor, fazendo tudo com Ele e para Ele, vós possais verdadeiramente ter uma ‘verdadeira vida em Deus’ e conservar a presença de Deus nos vossos corações.

Para conservar esta presença também é preciso tanto quanto possível fugir de tudo aquilo que obstaculiza esta presença de Deus continuar em vós e obstaculiza a vossa união com esta presença de Deus. Por isso, é necessário fugir de todas as ocasiões de pecado, de todas as ocasiões de perder esta presença de Deus na alma, quer pelo pecado, quer pelo envolvimento demasiado, exagerado, desordenado com o mundo e suas criaturas. Assim, vivendo sempre mais para o Senhor, sempre mais à disposição Dele, a presença de Deus conservar-se há na vossa alma, sempre ardente, sempre doce, sempre doce, sempre terna, sempre viva. E o vosso coração poderá experimentar quão suave e bondoso é o Senhor para com aqueles que O temem, que O amam, que O respeitam, que buscam cumprir a Sua vontade. E a vossa alma acalentada por essa doçura e essa suavidade poderá exultar de alegria mesmo no meio das dificuldades, dos sofrimentos e a paz estará sempre reinando nos vossos corações.

Sede os templos vivo do Senhor, guardando na arca do vosso templo, do vosso coração, os Mandamentos do Senhor, observando-Os e praticando-Os, praticando tudo aquilo que o Céu vos ensina Aqui nestas Mensagens Santas, nestas Aparições. Para que vós, verdadeiramente todos os dias sejais um templo mais belo, mais luminoso, mais perfumado e mais rico para o Senhor, rico de amor, de virtudes, de prece, e sobretudo, de uma generosidade sem limites para cumprir tudo aquilo que o Senhor vos pede.

Se vós fordes esses templos vivos do Senhor, verdadeiramente, honrareis o Senhor, glorificareis o Senhor, amareis o Senhor, servireis ao Senhor e O adorareis em ‘espírito, verdade e vida’ como Ele deseja ser adorado por todos vós.

Eu, SINFOROSA, dei a Minha vida pelo Senhor juntamente com os Meus filhos, animei-os a não exitarem em dar a sua vida por Deus como Eu, porque Ele, o Senhor é digno de que todos nós déssemos mil vidas se a tivéssemos por Ele e muito mais. Porque só o Senhor é belo, só o Senhor é grande, só o Senhor é digno de toda honra glória e louvor! E somente uma Mãe é digna de toda honra, glória e louvor: MARIA IMACULADA, que Eu amei com todas as forças do Meu coração ao ponto de dar Minha vida em honra, em louvor a Ela.

Vós, também, que sois os trabalhadores da última hora, vós sois chamados a serdes como Eu, a trabalhadora da ‘primeira hora’, vós os da ‘última hora’ sois chamados a amar a Deus com todas as forças do vosso coração, com todas as fibras do vosso coração, com todas as potências do vosso ser, amando-O e dando a Ele todos os dias uma pequenina coroa de sacrifícios, deixando a vossa vontade e cumprindo a do Senhor, deixando o que é mais agradável para vós, para fazer aquilo que é mais agradável a Ele, renunciando aos vossos pequenos apegos, sendo temperos nos vossos negócios, nos vossos gozos, na busca da satisfação dos prazeres sensíveis. Para que assim, crescendo cada dia mais na mortificação interior e exterior, crescendo cada dia mais nas pequenas renúncias, vós verdadeiramente chegareis aquela grande santidade que outros como Eu chegaram a partir de grandes renúncias.

Vós Meus irmãos sois chamados a trilhar a pequena via: do amor, do desapego, da renúncia a vós mesmos, da santidade pessoal no dia a dia. Ide, valorosos combatentes do Senhor! Combatei o bom combate! Lutando contra os vossos defeitos, vícios, os vossos apegos e ajudando todos a também se libertarem para eles também conhecerem esta feliz liberdade dos filhos de Deus, que dispõe de tudo que o Senhor lhes deu para viverem, mas a nada são escravos, de nada são escravos, a nada são escravizados. Vivem neste mundo, mas dele, a ele não pertencem, dele não são, são só do Senhor. E assim, do vosso coração, um rio de paz jorrará e correrá pelo mundo dando a todos a felicidade e a alegria de serem filhos livres e verdadeiros do Senhor da Mãe de Deus.

Continuai com todas as orações que vos foram dadas Aqui, através destas orações o desejo da santidade crescerá dia a dia em vossos corações e vós chegareis àquela santidade perfeita, sublime e consumada à qual a Mãe de Deus há 20 anos vos chama e vos convidou a chegar Aqui com Ela, por Ela e por meio Dela.

A todos neste momento, Eu, SINFOROSA vos abençôo e também abençôo a ti querido e amado Marcos.”



18 DE JULHO - O martírio de Santa Sinforosa e seus sete filhos

1
A construção da vila Adriana em Tívoli fora concluída em 135 e, deve-se remontar a essa época o martírio de Santa Sinforosa, sacrificada como vítima propiciatória nos "habituais nefandos ritos pagãos" de consagração da vila imperial.

O trecho que fala do seu martírio mostra um imperador Adriano mal disposto em relação ao cristianismo (passaram-se os tempos das pacatas instruções ao procônsul Minúcio Fundanos) e propenso a crer nas calúnias dos sacerdotes pagãos.

O próprio imperador, não um seu funcionário, chama aquela mulher, e procura induzi-la a renegar a fé, fazendo o mesmo com seus filhos.

"O imperador Adriano fizera construir um palácio para si e queria consagrá-lo com os habituais nefandos ritos pagãos. Começou a pedir, com sacrifícios, aos ídolos e demônios, que neles habitam, a resposta dos oráculos, e esta foi a resposta: "A viúva Sinforosa, com seus sete filhos, aflige-nos todos os dias invocando o seu Deus. Se ela com seus sete filhos sacrificarem segundo o nosso rito, nós vos prometemos conceder tudo o que pedis".

Adriano, então, mandou prende-la com os filhos e, de maneira insinuante, exortou-os a sacrificar aos deuses. Sinforosa, porém, disse-lhe: "Meu esposo Getúlio e seu irmão Amâncio, quando combatiam no teu exército como tribunos, enfrentaram muitos gêneros de tortura por não aceitarem sacrificar aos ídolos e, como atletas valorosos, venceram os demônios com a própria morte. Preferiram, de fato, ser decapitados a deixar-se vencer, sofrendo a morte que, aceita em nome de Cristo, trouxe-lhes ignomínia no mundo dos homens ligados aos interesses terrenos, mas deu-lhes honra e glória eterna na assembléia dos anjos. Vivem agora entre os anjos e, levantando os troféus da própria paixão, gozam no céu da vida eterna com o eterno rei".

O imperador respondeu a Santa Sinforosa: "Ou sacrificas com teus filhos aos deuses onipotentes, ou farei imolar-te com teus filhos".

Acrescentou, em seguida, santa Sinforosa: "Donde vem-me a graça de merecer ser oferecida com os meus filhos como vítima a Deus?". E o Imperador: "Eu te farei sacrificar aos meus deuses".

A bem-aventurada Sinforosa respondeu: "Teus deuses não podem aceitar-me em sacrifício, mas se for imolada em nome de Cristo meu Deus, eu terei o poder de fazer com teus demônios se tornem cinzas".

Disse, então, o imperador: "Escolhe uma das duas propostas: ou sacrificas aos meus deuses ou morrerás de morte trágica".

Sinforosa, então, respondeu: "Crês que possa mudar o meu propósito por um temor qualquer, enquanto o meu desejo mais vivo é repousar em paz junto do meu esposo Getúlio, que fizeste morrer pelo nome de Cristo?".

O imperador Adriano, então, mandou-a levar ao templo de Hércules e ali primeiramente fez com que fosse esbofeteada, depois dependurada pelos cabelos. Vendo, contudo, que de modo algum e com nenhuma ameaça conseguia demove-la do seu propósito, mandou atar-lhe uma pedra ao pescoço e afogá-la no rio. Seu irmão Eugênio, que tinha um cargo na cúria de Tívoli, recolheu o seu o corpo e sepultou-o na periferia daquela cidade.

No dia seguinte, o imperador Adriano mandou chamar à sua presença os seus sete filhos ao mesmo tempo. Quando viu que de modo algum, nem com promessas nem com ameaças, conseguia levá-los a sacrificar aos deuses, mandou levantar sete postes ao redor do templo de Hércules e, com a ajuda de máquinas, fez afligir os jovens. Em seguida mandou matá-los: Crescente, trespassado no pescoço; Juliano, no peito; Nemésio no coração; Primitivo, no umbigo; Justino, nas costas; Estacteno, no peito; Eugênio foi esquartejado da cabeça aos pés.

O imperador Adriano, retornando ao templo de Hércules do dia seguinte, mandou levar seus corpos embora e lançá-los numa fossa profunda, numa localidade que os pontífices chamaram: "Aos sete justiçados".

Houve, depois disso, trégua de um ano e seis meses na perseguição; foi dada, nesse tempo, uma sepultura honrosa aos corpos dos mártires e foram construídas sepulturas para aqueles cujos nomes estão inscritos no livro da vida.
S.Giuseppe e Gesù Bambino con S.Lorenzo, Santa Sinforosa e S.Simplicioo

O dia natalício dos santos mártires Sinforosa e seus sete filhos é celebrado 15 dias antes das calendas de agosto (18 de julho). Seus corpos repousam na via Tiburtina, a cerca de oito milhas de Roma, sob o reinado de nosso Senhor Jesus Cristo, a quem são devidas honra e glória nos séculos dos séculos. Amém".

DEFESA ÀS APARIÇÕES DE JACAREÍ

DEFESA ÀS APARIÇÕES DE JACAREÍ

(FEITA POR UM PEREGRINO, AO CONTEMPLAR UM VÍDEO FALANDO MAL DAS MESMAS CITADAS ACIMA, E SOBRE A CARTINHA DO BISPO DA ÉPOCA, ALEGANDO QUE AS APARIÇÕES NÃO ERAM VERDADEIRAS)

NÃO SEI QUEM FEZ MAS PRA MIM ESSA PESSOA MERECIA UMA MEDALHA DE HONRA DE NOSSA SENHORA POR ESTA BELA DEFESA

"Quando você diz que devemos dar ouvidos ao que os padres dizem a respeito das aparições de Jacareí, corre em um ledo engano, pois, a “opinião pessoal” deles é que não pode ser elevado ao nível de “dogma de fé”. As cartas de Dom Nelson são muito citadas pelos que latem que estas Sagradas Aparições são falsas. Portanto, mister se faz alguns esclarecimentos. Há duas cartas oficiais onde este indigitado bispo trata da matéria “aparições”. Uma primeira, publicada em 1996, enquanto o mesmo ainda era bispo de São José dos Campos (diocese a qual pertence Jacareí). Nesta, não há menção alguma ao nome do Profeta Marcos Tadeu Teixeira, muito menos, excomunhão, há somente algumas orientações pastorais. A segunda, publicada em 2007 e republicada em 2011, realmente traz explicitamente o nome do Profeta Marcos Tadeu Teixeira, porém, nesta, a palavra “excomunhão” é sequer mencionada.

Ainda há um probleminha com esta segunda carta. O dito bispo (certamente pela providência de Nossa Senhora) foi transferido para a diocese de Santo André/SP em 2003, e, observem, a segunda carta publicada por ele ocorreu no ano de 2007, quando já havia deixado de ter jurisdição eclesiástica sobre a cidade de Jacareí. Portanto, o mesmo, ao editar esta carta, violou a jurisdição eclesiástica conferida a ele pela Igreja, e, ainda, violentou gravemente a autoridade de Dom Moacir, então, bispo da Diocese de São José dos Campos, que, se quisesse, poderia ter criado o maior caso com isso, pois Dom Nelson desrespeitou frontalmente e atropelou sua autoridade eclesiástica, uma verdadeira afronta. Então eu lhes pergunto, vocês ainda vão dar credibilidade a um documento irregular e eivado de vícios como esse?

Vale lembrar, que não é obrigatório seguir estas cartas circulares dos bispos. Não há heresia nem cisma nisso. Um católico somente pode ser acusado de cismático ou herege se atentar contra os Dogmas de Fé. Que eu saiba, carta circular de bispo não é Dogma de Fé. Como a primeira carta de Dom Nelson não condena as Aparições de Jacareí, e a segunda está irregular, pode-se dizer que não pesa condenação oficial e regular da Igreja sobre estas Santas Aparições. Além do mais, até o presente momento, Dom José Valmor, que atualmente tem jurisdição eclesiástica sobre Jacareí, não fez pronunciamento oficial sobre as mesmas. Documento oficial onde o Profeta Marcos foi excomungado, também é inexistente, portanto, qualquer informação que diga o contrário é fruto de pura “fofoca”.

Ressalto que em Jacareí, realmente, não damos tanta importância aos documentos do Vaticano. O que nós realmente valorizamos é a doutrina que nos foi transmitida pelos santos, como Santo Afonso, São Luiz, Santa Teresa, São João da Cruz, etc... Outro adendo que gostaria de acrescentar, diz respeito ao fato da obrigatoriedade ou não das Sagradas Mensagens Celestiais. A orientação predominante entre os teólogos católicos, de que não é obrigatório seguir as Aparições de Nossa Senhora, se funda em meras opiniões pessoais de alguns clérigos a respeito do assunto. Esta orientação não tem o caráter da infalibilidade papal e muito menos é um Dogma de Fé. Realmente, o catecismo atual traz algo nesse sentido, mas vale lembrar que o mesmo não recebeu o caráter da infalibilidade pelo Concílio Vaticano II. Bem ao contrário do Santo Catecismo do Concílio de Trento. Este sim, recebeu o caráter de infalível. Ocorre que nossa amada Igreja há muito se transviou de uma tradição bíblica milenar, através da qual o “Deus dos Exércitos” sempre manifestou sua vontade ao povo de Israel por meio de suas aparições aos profetas (mesmo fenômeno que ocorre com o, também, profeta Marcos Tadeu, pois os fenômenos miraculosos e de aparições que ocorrem naquele Santuário, são da mesma espécie dos verificados na Sagrada Bíblia).

Ora, nos tempos bíblicos não era através dos fariseus, saduceus, príncipes e doutores da lei (a Igreja oficial da época) que Deus dava as suas diretrizes ao povo eleito, mas sim, através dos profetas, em outras palavras, dos videntes. Nos primórdios do cristianismo, também ocorria assim, pois, a própria origem da nossa amada Igreja se funda nas “aparições” de Jesus aos apóstolos e discípulos. Então, por que esta tradição bíblica foi quebra? Será que é porque as aparições aos profetas cessaram? Errado, pois nos últimos 100 anos ocorreram mais de 1000 aparições de Nossa Senhora, dos santos e anjos, e até de Deus.
A pergunta correta é, por que o clero tenta abafar isso, pois grande parte, senão todas, destas aparições também foram acompanhadas de sinais miraculosos, como, curas inexplicáveis pela ciência, sinais na natureza, etc... Se Deus usava deste expediente nos tempos bíblicos, certamente deveria continuar a usá-lo nos tempos do catolicismo, pois uma grande verdade que a Teologia professa é que Deus é imutável. Não citarei as passagens bíblicas onde Deus manifesta sua vontade através dos videntes/profetas, pois se assim fizesse, teria que citar a Bíblia inteira, pois a própria formação e ensinamentos nela transmitidos se dão por este meio. Gostaria apenas de citar um pequeno exemplo de qual atitude deveremos tomar frente às Aparições de Jacareí, tomando por base a Bíblia. Saulo, quando se dirigia à cidade de Damasco e Jesus lhe “aparece” exclama: “Senhor, que queres que eu faça?” (At 9, 6). Naquela ocasião, Jesus disse a ele para procurar os fariseus e saduceus (a Igreja oficial da época)? Não! O ordenou que entrasse na cidade de Damasco e ali lhe seria dito o que deveria fazer. Beleza. E quem Deus enviou para Saulo? Os fariseus e saduceus (a Igreja oficial da época)? Não! Mas Ananias, um vidente. Como eu sei que Ananias era um vidente? As Sagradas Escrituras nos contam que foi uma aparição de Jesus que disse para ele ir procurar Saulo. É só conferir At 9, 10-16ss.

Outro exemplo foi Judas Iscariotes; este preferiu errar com a Igreja oficial da época (lembra né, fariseus e saduceus) que acertar sem ela. Bom... Errou mesmo! E segundo alguns santos místicos, como Maria de Ágreda, sua alma se encontra no inferno. Assim, a posição teológica defendida pela maioria dos teólogos atuais, de que as aparições não são obrigatórias, falando em termos de estudo teológico da atualidade, é perfeitamente passível de questionamento, e, inclusive, daria uma boa tese de doutoramento. É um posicionamento que pode ser mudado. Não é Dogma de Fé. Gostaria de finalizar este ponto dizendo o seguinte. Jesus tolerou para sempre aquela Igreja oficial da época (o judaísmo) que rejeitou o projeto que suas aparições aos Apóstolos (que também eram videntes) propunha? Claro que não!!! Por causa disso, Deus se retirou do meio daquela Igreja e passou a habitar no meio dos seus videntes, os apóstolos e discípulos, e, assim, surgiu a nossa amada Igreja Católica (Mt 21, 39-45).

Não é objetivo do Profeta Marcos Tadeu, nem de sua Ordem e muito menos de nós, a Milícia da Paz (formada por todos os fiéis seguidores daquele Santuário) provocar um cisma na Igreja. Nós apenas denunciamos os erros (prerrogativa esta, conferida aos leigos pelo próprio Concílio Vaticano II), lutamos para que a devoção a Nossa Senhora, aos santos e anjos seja colocada em seu devido lugar, e que as suas mensagens, e as dos demais santos, e até as de Deus, seja acolhida como nos tempos Bíblicos, pois acreditamos que se isto não for feito, irá se abater gigantescos cataclismos sobre a Terra, de uma tal magnitude que nunca houve, nem jamais haverá. Acreditamos que esta “palavra de Deus” transmitida nas aparições é o caminho e a única forma de salvar o mundo, e qualquer obra, ou pessoa, que ensine ou faça diferente do que elas dizem, é desprezada por nós. O motivo para isto é muito simples. Desde tempos remotos, as Aparições de Nossa Senhora (inclusive as não aprovadas pela Igreja) vêm dizendo o que aconteceria ao mundo se esta “palavra de Deus” não fosse obedecida. Resultado, tudo o que elas disseram, em um passado remoto, está se cumprindo na atualidade. Então, não há outra conclusão a se fazer, a não ser admitir que elas eram verdadeiras, e que o clero errou. Aliás, o histórico de erro do clero é algo realmente interessante. Basta citar a condenação que pesou durante 20 anos sobre as Santas Aparições de Jesus Misericordioso à Santa Faustina, e não foi por um “bispozinho” qualquer. Foi pelo próprio papa da época. Se não fosse a atuação do então Cardeal Karol Józef Wojtyła, futuro Papa João Paulo II, estas aparições estariam condenadas até os tempos atuais, e, certamente, você seria um grande opositor delas, não é? Infelizmente, como atualmente o número de Cardeais, e clérigos em geral, com este nível de espiritualidade é praticamente nulo... tadinha das aparições... snif. Praticamente nenhum deles entende de Teologia Mística, o estudo apropriado para se avaliar as aparições e estudá-las.

Além do mais, as aparições de La Salette, Lourdes e Fátima, para quem conhece mais a fundo sua história, verá que elas na verdade não foram aceitas pelo clero. Muito pelo contrário, este as combateu com todas as suas forças. Na realidade, o que ocorreu, é que os fiéis praticamente as fizeram descer goela abaixo na garganta do clero, de tal modo, que eles não tiveram outra opção a não ser aprová-las. E, mesmo nestas que foram aprovadas, o estrago que o clero fez é algo incomensurável. Não as divulgou como deveria; se o corpo incorrupto de Santa Bernadete estivesse no Santuário de Lourdes iria converter milhões de fiéis, no entanto está praticamente escondido no convento de Nevers; o corpo incorrupto de Santa Jacinta foi escondido dos fiéis; a esmagadora maioria dos vaticanistas da Itália é de acordo que, até hoje, o terceiro segredo de Fátima não foi revelado em sua integralidade; a consagração da Rússia não foi feita como Nossa Senhora pediu até os dias atuais, etc... E isso, só para citar os danos que me vem à mente neste momento.

No Santuário das Aparições de Jacareí, o Profeta Marcos está resgatando tudo aquilo que a Igreja e a sociedade tanto se esforçaram para extinguir, os escapulários, medalhas, mensagens, enfim, a salvação do mundo que Nossa Senhora nos revelou e ofereceu com tanto amor ao longo de suas aparições na história. Sem dúvida, lá está se cumprido a passagem da Escritura na qual se diz: “Por isso, todo escriba instruído nas coisas do Reino dos céus é comparado a um pai de família que tira de seu tesouro coisas novas e velhas...” Mt 13,52 É uma nova aparição que resgata todas, até as mais antigas. Portanto, se ainda quiserem seguir a doutrina da cabeça deste cara de que não precisamos de aparições, o problema é de vocês. Aliás, se formos pensar bem, porquê Deus, Nossa Senhora os anjos e os santos apareceriam, né? Afinal de contas, nosso mundo está uma verdadeira maravilha, não é? Não temos problemas de droga, prostituição, corrupção, degradação moral, depressão, decadência da Igreja, violência, roubos, assassinatos, guerras, miséria..., todos os sacerdotes são verdadeiros Serafins de santidade, enfim, o Vaticano está dando conta do recado... Só não está apresentando um desempenho melhor devido a um “pequeno” probleminha de tráfico de influência entre os altos clérigos, desvio de verbas do banco do Vaticano, looby gay entre os padres, pedofilia generalizada, um papa progressista e comunista..., mas, afinal de contas, são probleminhas fáceis de serem solucionados, né? É... Em um mundo maravilhoso e em ótimo funcionamento como esse, realmente não entendo o motivo de tantas aparições..."