Pesquisar no Blog

16 de jan de 2013

17 de janeiro - Dia de Santo Antão ou Antonio do Deserto ou Antonio do Egito

Santo Antonio do Deserto
ou Antão do Egito
251-356


11.09.2011 -APARIÇÃO - ÊXTASE - MENSAGEM DE NOSSA SENHORA E SANTO ANTÃO -PALESTRA DO VIDENTE MARCOS TADEU - SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREI - SP BRASIL

JACAREÍ, 11 DE SETEMBRO DE 2011
CAPELA DO SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ/SP
MENSAGEM DE MARIA SANTÍSSIMA e SANTO ANTÃO
COMUNICADAS AO VIDENTE MARCOS TADEU TEIXEIRA

MENSAGEM DE NOSSA SENHORA

"-Amados filhos Meus, hoje, novamente convido-vos à conversão e ao verdadeiro amor que agrada a Deus.

Eu vos chamo Meus filhos, a serdes o jardim do Senhor,onde Ele pode verdadeiramente descansar, repousar e viver convosco e em vós.

Sede o Jardim do Senhor,vivendo sempre mais em oração, seguindo pela estrada da penitência, da conversão, da meditação, cuidando sempre mais da vossa vida interior. De forma, que no jardim da vossa alma, as flores das virtudes, as sementes do bem jamais morram, jamais murchem e vós sejais jardins floridos, jardins verdejantes onde o Senhor pode encontrar em vós: beleza, suavidade, harmonia e amor.

Se vós fordes esse jardim, Deus verdadeiramente se alegrará convosco, se sentirá satisfeito ao ver-vos dando todas as flores das virtudes que lhes são mais caras e em vós o Senhor estabelecerá a Sua morada vivendo convosco para sempre, partilhando convosco a Sua eterna felicidade e alegria.

Sede o jardim do Senhor, vivendo cada dia mais Comigo e por meio de Mim. Eu, que Sou o jardim celado da Santíssima Trindade, pois assim Eu semearei em vós as Minhas sementes, Eu vos farei dar as flores das Minhas virtudes e farei com que toda a árvore santa cresça em vós e produza fruto em vós. Para tanto, quero o vosso ‘sim’ total, incondicional, irrestrito, completo. De modo que Eu possa, realizar em vós o Meu desígnio de amor e transformar-vos naqueles jardins belos, que Eu quero dar para a maior honra e alegria da Santíssima Trindade.

Seja os Jardins do Senhor,vivendo com José cada das vossas vidas imitando o que o Meu Santo Esposo fez, Sua obediência ao Senhor, Sua prontidão no serviço divino, Sua fé inabalável, Sua conformidade com a Santa vontade de Deus, Sua fortaleza, Sua temperança, Sua coragem, Sua justiça. De modo que em vós JOSÉ também possa produzir o Seu jardim. E juntos possamos dar à Santíssima Trindade, cada uma das vossas almas como as flores viçosas e mimosas cultivadas diretamente por cada um de Nós.

Sede o Jardim do Senhor,vivendo sempre mais a verdadeira devoção aos Santos e aos Anjos, deixando-vos conduzir por Eles, formar por Eles, imitando as Suas virtudes, cumprindo todas as Mensagens que aqui Eles já vos deram em nome do Senhor e em Meu Nome. Para que assim, a vida da Graça divina vá crescendo dia após dia em vós até atingir a plenitude. E o vosso coração que antes era um deserto frio, árido e sem amor se torne um grande jardim verdejante: de amor, beleza e paz!

Eu estou convosco Meus filhos! Não vos deixo em momento algum, vos acompanho em todos os vossos passos, sei tudo o que sofreis, o vosso sofrimento também é Meu. Eu estou atenta a cada um dos vossos gemidos e para todos eles Eu darei remédio no tempo oportuno. Tende confiança! Todo o sofrimento passa, toda a cruz e toda a dor passam, só Deus e Seu amor duram para sempre, só o Meu amor permanecerá para sempre e Eu nunca, nunca vos deixarei porque vos amo, porque Meus filhos, vós sois os Meus filhos dados a Mim por Jesus no alto do Calvário e Eu tenho a missão de conduzir-vos e guiar-vos todos os dias em segurança até o Senhor no Céu. Por isso, confiai-vos a Mim, deixai-vos guiar por Mim sempre e Eu vos levarei até o vosso Pai do Céu que vos ama e vos espera com ânsia amorosa para vos apertar nos braços Dele.

APRESSAI A VOSSA CONVERSÃO! O AVISO ESTÁ MUITO PRÓXIMO MEUS FILHOS, CAIRÁ COM UM MANTO DE NOITE SOBRE A HUMANIDADE INTEIRA. CADA HOMEM VERÁ TODA A SUA VIDA PASSADA SEM DEUS E A DOR QUE SENTIRÁ NA SUA ALMA, O TERROR DE SE RECONHECER RÉU DO FOGO DO INFERNO SERÁ TÃO GRANDE QUE MUITOS CHEGARÃO A PERDER A VIDA. NAQUELE MOMENTO O ESPÍRITO SANTO MOSTRARÁ A CADA UM O SEU PECADO, O QUANTO CADA UM SE AMOU MAIS DO QUE A DEUS, O QUANTO CADA UM SE ADOROU MAIS DO QUE A DEUS, O QUANTO CADA UM SUBSTITUIU DEUS POR UMA IMITAÇÃO DESCURADA DA DIVINDADE, O QUANTO CADA UM SUBSTITUIU O VERDADEIRO DEUS POR SI MESMO, PELO MUNDO E DETRÁS DE TUDO POR SATANÁS. E O TERROR DESTES MEUS FILHOS, SERÁ TÃO GRANDE QUE A MORTE PARA ELES SERÁ UM CASTIGO MENOR DO QUE A DOR QUE SENTIRÃO DENTRO DA ALMA, POR VEREM A GRAVIDADE DOS SEUS PECADOS.

CONVERTEI-VOS DEPRESSA, PORTANTO. APRESSAI A VOSSA CONVERSÃO, AQUELES QUE DEIXAREM PARA O ÚLTIMO MOMENTO A sua CONVERSÃO PODERÃO NÃO TER O DIA SEGUINTE PARA PODEREM AMAR A DEUS.

Viveis Meus filhos, no tempo pior que o do dilúvio, que aquele que está em graça cuide para não perdê-la, que aquele que está na luz cuide para não perdê-la de vista e não cair na cegueira do pecado. Para ajudar-vos a vos manterdes sempre na luz de Deus, é que estou aqui há mais de vinte anos chamando-vos continuamente à conversão e ao verdadeiro amor de Deus.

Aos Meus filhos que são atormentados por Satanás com tentações e encontram dificuldades para lhe resistir digo: Fechai a porta dos vossos sentidos tanto espirituais quanto os corporais à tentação do Meu inimigo. Fugi do pecado e o demônio fugirá de vós. Afastai-vos das ocasiões de pecado e o demônio perderá o poder que tem sobre vós nas tentações. Não parlamenteis com o demônio, não discutais com ele depois de terdes cometido uma falta, ou até mesmo quando ele vos tenta querendo vos mostrar que tal coisa não será um pecado tão grave ou não será uma falta tão grande. Não parlamenteis com ele, fugi da tentação rezando sempre mais, meditando Minhas Mensagens, e, sobretudo, fazendo a oração de renúncia a vós mesmos e à vossa vontade. De modo que, todos os dias Eu vos possa libertar sempre mais de vós mesmos, da vossa vontade corrompida, que é a prisão sem muros de Satanás onde ele aprisiona a maioria dos Meus pobres filhos. Assim, Eu poderei preservar-vos das suas garras e poderei conduzir-vos pela estrada da salvação.

Continuai com todas as orações que Eu vos mandei fazer aqui, por estas orações diminuo o império de Satanás sobre as almas, aumento a influência da graça de Deus sobre vós e sempre mais vos uno com a SANTÍSSIMA TRINDADE, COMIGO e com toda a CORTE CELESTIAL.

Alegrai-vos Meus filhos, agora ao vir para esta Aparição quando Eu voltar para o Céu levarei Comigo 13.480 almas que vós com as vossas orações aqui hoje, durante todo este dia Me ajudastes a salvar.

A todos neste momento, abençôo generosamente de LA SALETTE, de LOURDES, de FÁTIMA e de JACAREÍ.

A Paz! A paz Marcos, Meu mais esforçado dos Meus filhos, fica na Minha Paz.”


MENSAGEM DE SANTO ANTÃO

“-Meus amados irmãos, Eu, ANTÃO, servo do SENHOR, servo da VIRGEM MARIA, vos abençôo e vos digo:

PAZ! Paz aos vossos corações! Paz às vossas almas! Nada perturbe, nada tire, nem destrua a vossa paz!

Vós sois chamados hoje a serdes o novo mundo,
a nova criação do Senhor, vós sois chamados a colherdes o amor do Senhor em vossos corações, a colaborardes com Ele até vos transformardes no novo mundo de amor que o Senhor quer estender sobre a Terra inteira começando por cada um de vós, por vós mesmos.

Sede o novo mundo do Senhor,
dando a Ele acolhida em vossos Corações, abrindo para Ele a porta das vossas almas, correspondendo à Sua graça, vivendo os Seus Mandamentos. De modo que nas vossas almas o Senhor encontre o Seu segundo Céu, o Seu segundo Paraíso, o Seu pequeno mundo de amor onde Ele pode reinar, onde Ele pode enfim realizar tudo aquilo que a potência do Seu Amor deseja realizar nos homens. Mas não o faz porque não pode fazê-lo, porque o homem dotado de vontade livre não dá o seu ‘sim’ ao Senhor, não lhe dá a sua vontade, não lhe entrega a sua vida totalmente como disse Santa Teresa D’ávila, dando a Deus não somente os rendimentos e os frutos, mas dando a Deus o capital, para que Ele seja o Senhor de tudo, de toda a vossa vida e faça nela e com ela aquilo que Ele bem quiser.

Se vós derdes ao Senhor o vosso ‘sim’, se vós derdes todo o capital da vossa alma e da vossa vida a Ele, Ele verdadeiramente poderá fazer a Sua chama de amor irromper poderosamente dentro de vós e espalhar-se ao redor de vós, transformando e renovando tudo e todos com a força avassaladora de Seu amor.

Vós sois chamados, portanto, a dardes o vosso ‘sim’ ao Senhor, a dardes toda a vossa liberdade e vontade livre ao Senhor, para que se realize na vossa vida não o que vós quereis, mas aquilo que o Senhor quer.

A oração só é agradável ao Senhor, quando a vontade do homem que a acompanha está conformada com a vontade do Altíssimo e faz aquilo que o Altíssimo quer. Por isso, Meus amados irmãos é tão importante que a vossa vontade se vire hoje para o Senhor, de modo que Ele possa iluminar-vos tal como o Sol ilumina a Terra. Para que assim, as vossas almas verdadeiramente, estejam cheias de luz, vivam na luz e iluminem todos aqueles que vivem nas trevas.

Sede o novo mundo do Senhor,
vivendo cada vez mais com Maria, por Maria e em Maria, no espírito de Maria, imitando as virtudes Dela, vivendo completamente dependentes do amor Dela, obedecendo as Suas Mensagens, vivendo a Consagração ao CORAÇÃO IMACULADO DE MARIA, que não é outra coisa senão morrer para vós mesmos, para que Maria possa viver em vós, para que esta Rainha possa finalmente ocupar todo o vosso coração e reinar nele. Para tanto, esvaziai-vos de vós mesmos, de vossa vontade, para que assim Ela possa reinar em vós.

Vós sois cidades santas, cidades místicas, cidades do Senhor onde Ele quer habitar. Para tanto, para receberdes o amor do Senhor entregai o vosso a Ele, e assim Ele se dará a vós completamente até unir-vos de tal modo a Ele que vivereis com o Senhor muito mais unidos do que a criancinha está unida à sua mãe, no ventre da sua mãe.

Sede o novo mundo do Senhor,
renovando o vosso espírito a cada dia mais, rezando sempre mais, abrindo, alargando o vosso espírito sempre a uma maior generosidade, a uma maior doação, a um maior amor, vivendo cada vez mais para o Senhor, fazendo tudo para a Sua glória e ajudando os vossos irmãos a também fazerem o mesmo.

Vós Meus irmãos, que ainda trazeis dentro de vós tantas misérias, que trazeis ainda tantos defeitos, faltas e pecados. Não desanimeis! Porque a carne pode ser vencida facilmente por quem luta por libertar-se dela. O segredo está em morrer para si mesmo, o segredo está em começar a renunciar-se a si mesmo nas pequeninas coisas, e então, conseguireis renunciar as grandes, porque só quem é fiel nas pequenas coisas o é nas grandes.

Começai, portanto, a negar a vós mesmos este ou aquele pequeno prazer, este ou aquele outro gosto sensível, e então começareis a ser mais fortes que a vossa natureza, que a carne. E em breve vencereis o pecado, o mundo e o demônio. A chave da vitória está nas vossas mãos, o Senhor vo-la deu e vós agora só deveis usar bem dela para conseguirdes a grande vitória, que começa com a vitória sobre vós mesmos para depois vencerdes o pecado e o demônio.

Eu, ANTÃO que Sou muito conhecido como protetor dos animais, quero hoje, novamente dar a todos vós a benção, a benção do SENHOR, a benção da VIRGEM IMACULADA, não somente a vós, mas também aos vossos animais de estimação e ao mundo inteiro, pois toda a criatura que saiu das mãos de Deus proclamam o Seu louvor, cada um ao seu modo e no posto, no lugar dado por Deus.

Que toda a língua bendiga ao Senhor! Que tudo o que respire proclame Seu louvor! E que todos os corações vivam para Ele, exaltem o Seu Nome e bendigam a Sua eterna Misericórdia.

A todos neste momento, abençôo generosamente.”



Antonio do Deserto nasceu na cidade de Conam, no coração do antigo Egito, em 251, e batizado com o nome de Antão. Era o primogênito de uma família cristã de camponeses abastados e tinha apenas uma irmã. 

Aos vinte anos, com a morte dos pais, herdou todos os bens e a irmã para cuidar. Mas, numa missa, foi tocado pela mensagem do Evangelho em que Cristo ensina a quem quer ser perfeito: "Vende os teus bens, dá aos pobres e terás um tesouro nos céus. Depois, vem e me segue". Foi exatamente o que ele fez. Distribuiu tudo o que tinha aos pobres, consagrou sua irmã ao estado de virgem cristã e se retirou para um deserto não muito longe de sua casa. 

Passou a viver na oração e na penitência, dedicado exclusivamente à Deus. Como, entretanto, não deixava de atender quem lhe pedia orientação e ajuda, começou a ser muito procurado. Por isto, decidiu se retirar ainda para mais longe, vivendo numa gruta abandonada, por dezoito anos. Assim surgiu Antonio do Deserto o único discípulo do santo mais singular da Igreja: São Paulo, o ermitão. 

Mas seus seguidores não o abandonavam. Aos cinqüenta e cinco anos, atendeu o pedido de seus discípulos, abandonando o isolamento do deserto. Com isto, nasceu uma forma curiosa de eremitas, os discípulos viviam solitários, cada um em sua cabana, mas todos em contato e sob a direção espiritual de Antonio. 

A fama de sua extraordinária experiência de vida santa no deserto, correu o mundo. Passou a ser o modelo do monge recluso e chamado, até hoje, de "pai dos monges cristãos". 
Antonio não deixou de ser procurado também pelo próprio clero, por magistrados e peregrinos que não abriam mão de seus conselhos e consolo. Até o imperador Constantino e seus filhos estiveram com ele. 

Mas, o corajoso Antonio esteve em Alexandria duas vezes: em 311 e 335. A primeira para animar e confortar os cristãos perseguidos por Diocleciano. E a segunda, para defender seu discípulo Atanásio, que era o bispo, e estava sendo perseguido e caluniado pelos arianos e para exortar os cristãos a se manterem fiéis à doutrina do Concílio de Nicéia de 325. 

Ele também profetizou sua morte, depois de uma última visão de Deus com seus santos, que ocorreu aos cento e cinco anos, em 17 de janeiro de 356, na cidade de Coltzum, Egito. Antonio do Deserto ou Antão do Egito, foi colocado no Livro dos Santos para ser cultuado no dia de sua morte. Santo Atanásio foi o discípulo e amigo que escreveu sua biografia, registrando tudo sobre o caráter, costumes, obras e pensamento do monge mais ilustre da Igreja Católica antiga. 

As suas relíquias são conservadas na igreja de Santo Antonio de Viennois, na França, onde os seus discípulos construíram um hospital e numerosas casas para abrigar os doentes abandonados. Mais tarde, se tornaram uma congregação e receberam o nome de "Ordem dos Hospedeiros Antonianos", que atravessou os séculos, vigorosa e prestigiada.

SANTO ANTÃO OU ANTÔNIO ABADE OU ANTÔNIO DO EGITO- 17 DE JANEIRO- INVOCADO CONTRA AS TENTAÇÕES

Santo Antônio, o Abade

Aqui no Brasil conhecido com Santo Antônio Abade ou Santo Antão

Conhecido tambem como Santo Antonio, o egípcio.

"Aquele que senta-se em solicitude e quietude escapou de três batalhas: ouvindo, falando e vendo. Mas mesmo assim ele tem uma constante guerra: no seu próprio coração."

"O demônio teme a humildade, o bom trabalho e o jejum. Ele não consegue impedir a minha boca de falar contra ele. A ilusão do demônio logo desvanece especialmente, se o homem se arma como Sinal da Cruz. O demônio treme ao Sinal da Cruz do Nosso Senhor, porque Ele triunfou sobre ele e o desarmou"

Foi um dos fundadores do monastério e é também chamado de Antônio do Egito.

Ele nasceu em Fayum, no Alto Egito perto de Heracleopolis Magna cerca de 251.

Ele tinha 20 anos quando seu pais faleceram e ele herdou os bens da família. 

Em pouco tempo ele deu tudo que possuía ,colocou sua irmã em um convento e iniciou uma vida de eremita –vivia em uma antiga tumba perto de sua vila.

Após 15 anos de orações, durante um tempo que sofreu vários assaltos dos demônios e tentações, Antônio foi para uma montanha em Pispir (agora Deir el-Memum) e ficou lá em uma vida solitária por 20 anos. 

Pessoas que o apoiavam, atiravam comida sobre a parede do forte, mantendo-o vivo mas nunca viam sua face.
Vagarosamente outros construíram uma comunidade em cavernas ou cabanas por perto. 

Eles pediam a Antônio que saísse de sua reclusão para dirigir a suas preces e dar o seus conselhos e lições.

Em 305 DC, Antônio emergiu com grande vigor e saúde.

Ele ficou com os eremitas por 5 anos, regulamentando o trabalho comunitário, as orações e as penitencias. 

Então ele foi para um deserto entre o Nilo e o Mar Vermelho, em um local chamada Monte Kalzim.

Um monastério, chamado Diem Mar Antonios, foi erigido neste local.

Este período de reclusão não era tão restrito quanto os anteriores, pois Antônio foi para Alexandria em 311 confortar os mártires das perseguições que estava acontecendo na época e ele voltou anos mais tarde para argumentar vigorosamente contra a heresia ariana lado a lado de São Athanasius de Alexandria.

Antônio não estava sozinho no deserto. Ele tinha companhia e discípulos.

Antônio ficou conhecido como um homem bom generoso, corajoso, com bom senso, leal e sem nenhum excesso e ostentação.


São Athanasius tem o credito de ter feito a biografia de Antônio que conta os detalhes de suas provações, sofrimentos e milagres.

Antônio era amigo de São Paulo de Tebas, chamado de o "eremita" que recebia meio pão por dia dos corvos.

Diz a tradição que quando Antônio foi visita-lo, os corvos trouxeram um pão inteiro.

O Imperador Constantino, o grande (323-337) era um dos milhares que procuravam Antônio para ensinamentos e inspiração.

Antônio escreveu varias cartas e sermões para jovens eremitas.

A vida de Antônio, descrita por São Athanaius também salva muitos dos sermões e discursos de Antônio.

Uma regra monástica datada daquela era é creditada como tendo os seus ideais, suas idéias e suas crenças.

Antônio morreu em 17 de janeiro de 365 e foi enterrado em um cova não marcada conforme seu pedido, mas em 561 suas relíquias foram descobertas e foi trasladado para Alexandria, Constantinopla.

La Motte, a casa matriz da Ordem dos Hospitaleiros de Santo Antônio, fundada em 1100 , afirma que tem as suas relíquias.


Porem, acreditam os estudiosos do assunto, que as relíquias de Santo Antônio foram salvas dos Sarracenos em Constantinopla (agora Istambul, Turquia) em 635 DC.

Relíquias deste santo também são tidas como estando em Siena, na Itália e Burngundy, na França.

Ele é o padroeiro de várias ordens e dos Cavaleiros de Santo Antônio e também dos pobres, dos doentes, dos açougueiros e dos animais domésticos.

Ele é invocado contra incêndios e pragas.

Na arte litúrgica da Igreja ele é mostrado como um monge da Ordem de Santo Antônio .

O porco e o sino são associados a ele como resultado da Ordem dos Hospitaleiros de Santo Antônio.

Parece que os porcos naquela época ganharam o privilegio de andarem nas ruas da cidade.

Membros da Ordem tocavam o sino para pedir almas.

Santo Antônio é também mostrado com uma capa em T e um sino, o símbolo do eremita.

Morreu com no dia 17 de janeiro de 356 com 105 anos.

Sua festa é celebrada no dia 17 de janeiro

Ensinamentos de Santo Antônio, o Grande: 

‡ A maior obra dos homens é esta: ser capaz de manter seus pecados diante de Deus e estar preparado para a tentação até o último suspiro.

‡ "Quem não tiver sido tentado não poderá entrar no reino do céu. Se suprimires a tentação, ninguém se salvará."

‡ Aquele que senta-se em solicitude e quietude escapou de três batalhas: ouvindo, falando e vendo. Mas mesmo assim ele tem uma constante guerra: no seu próprio coração.

‡ O demônio teme a humildade, o bom trabalho e o jejum. Ele não consegue impedir a minha boca de falar contra ele. A ilusão do demônio logo desvanece especialmente, se o homem se arma com o Sinal da Cruz. O demônio treme ao Sinal da Cruz do Nosso Senhor, porque Ele triunfou sobre ele e o desarmou.

‡ Segundo o Santo Antão, as tentações são manifestamente uma condição indispensável para se entrar no céu. É através das tentações que o homem obtém um faro do Deus verdadeiro. Sem tentação o homem estaria no perigo de apoderar-se de Deus e torna-lo inofensivo e inócuo. Pela tentação, porém, o homem experimenta existencialmente a sua distância de Deus, sente a diferença entre o homem e Deus. O homem permanece em luta constante, enquanto Deus repousa em si mesmo. Deus é amor absoluto, enquanto o homem é continuamente tentado pelo maligno.

‡ Se ouvirdes atentamente a minha voz e guardardes a minha aliança, sereis minha propriedade especial entre todos os povos, porque minha é a terra, e vós constituireis para mim um reino de sacerdotes e uma nação santa. Ex. 19,5-6.

‡ Aproximai-vos de Cristo, pedra viva, eleita e estimada por Deus, também vós, como pedras vivas.

Vinde formar um templo espiritual para um sacerdócio santo, a fim de oferecer sacrifícios espirituais, agradáveis a Deus por Jesus Cristo.

‡ Sois uma estirpe eleita, sacerdócio real, gente santa, povo trazido à salvação, para tornardes conhecidos os prodígios dAquele que vos chamou das trevas para a luz admirável. 1Pd. 2, 4-5

‡ Caríssimos, não descuidemos de nossa salvação. Sabei que se alguém se entrega a Deus de todo o coração, Deus tem piedade dele e lhe concede o Espírito de conversão.

‡ Sabemos que desde as origens do mundo, os que encontraram na Lei da Aliança o caminho do seu Criador foram acompanhados por sua bondade, sua graça e seu Espírito. Mas os homens, incapazes de exercerem sua inteligência segundo o estado da criação original, inteiramente privados de razão, sujeitaram-se à criatura em vez de servir ao Criador.

‡ Eu vos suplico, irmãos, penetrai-vos bem da maravilhosa economia da salvação.

‡ Todo ser dotado de inteligência espiritual, aquele para quem veio o Senhor, deve tomar consciência de sua própria natureza, isto é, deve conhecer-se a si mesmo.

‡ Seja-vos dado tomar bem consciência da graça que Ele vos deu. Não é a primeira vez que Deus visita as suas criaturas. Ele as conduz desde as origens do mundo e, de geração em geração, mantém cada uma desperta pelos acontecimentos de sua graça. Não negligenciemos, pois, chamar a Deus dia e noite. Fazei violência à ternura de Deus. Do céu Ele vos enviará Aquele cujo ensinamento vos permitirá conhecer o que é bom para vós.

‡ Filhos, é certo que nossa enfermidade e nossa humilhação são dor para os santos e causa das lágrimas e gemidos que oferecem por nós diante do Criador do Universo.

‡ Compreendei bem o que vos digo e declaro: Se cada um de vós não chega a odiar o que é da ordem dos bens terrestres e a isso não renunciar de todo coração, assim como a todas as atividades que daí dependem, se não chega a elevar as mãos e o coração ao Céu para o Pai de todos nós, não é para si a salvação. Mas se fazeis o que acabo de dizer, Deus vos enviará um fogo invisível, que consumirá vossas impurezas e devolverá vosso espírito à sua pureza original. O Espírito Santo habitará em vós, Jesus permanecerá junto de nós e poderemos adorar a Deus como é devido.

‡ A todos os meus irmãos muito amados, a todos vós que vos preparais para vos aproximardes do Senhor, saúdo nEle, irmãos caríssimos, vossa natureza espiritual.

‡ Que Deus abra os olhos de vosso coração para que percebais os múltiplos malefícios secretos, lançados todos os dias sobre nós no decorrer do tempo. Faço votos que Deus vos dê um coração clarividente e um espírito de discernimento a fim de vos apresentardes a Ele como uma vítima pura e sem mancha.

‡ Persuadi-vos bem que vosso ingresso e vosso progresso na obra de Deus não são obra humana, mas intervenção do poder divino que não cessa de vos assistir.

‡ Sede, pois, vigilantes, caros filhos, não permitais que vossos olhos durmam nem que vossas pálpebras dormitem, mas clamai dia e noite a vosso Criador para que vossos pensamentos se firmem no Cristo.

‡ No Senhor eu vos suplico, caros filhos, deixai-vos penetrar bem pelo que vos escrevo. Voltai vossa alma para vosso Criador. Perguntai a vós mesmos o que seria possível retribuir ao Senhor por todas estas graças. É tão grande a sua bondade que Ele quis que o próprio Sol se ponha a nosso serviço nesta habitação de trevas, assim como a Lua e as estrelas, para sustentar fisicamente um ser cuja fraqueza o condenaria a perecer. Não sofreram por nós os patriarcas? Não nos dispensaram os sacerdotes os seus ensinamentos? Não combatiam por nós os juízes e reis? Não foram mortos por nós os profetas? Não sofreram os Apóstolos perseguição por nós? E não morreu por todos nós o Filho bem amado? Agora é a nossa vez de nos dispormos a ir ao nosso Criador pelo caminho da pureza.

‡ Meus caríssimos no Senhor, a vós que sois co-herdeiros dos santos, rogo que desperteis em vosso coração o temor de Deus. Preparemo-nos, pois, santamente, e purifiquemos nosso espírito para sermos puros a receber o batismo de Jesus e a nos oferecermos como vítimas agradáveis a Deus. O Espírito Consolador, recebido no Batismo, nos conduzirá a nosso estado original.

‡ Caros irmãos, chamados a partilhar da herança dos santos, agora estais próximos de todas as virtudes. Todas elas vos pertencem se não vos embaraçais na vida carnal, mas permaneceis transparentes diante de Deus. É a pessoas capazes de me compreender que escrevo, a pessoas em condições de se conhecerem a si mesmos. Quem se conhece, tem a obrigação de adorar a Deus como convém.

FONTES:





Tinha 20 anos quando seus pais faleceram e ele herdou os bens da família.
Foi nesta época que, participando de uma liturgia, ouviu as palavras de Jesus:
"Vai, vende tudo que tens, distribui o dinheiro aos pobres e terás um tesouro duradouro no céu; então, vem e segue-me!"
(Mc 10, 21).
Estas palavras atingem o jovem, que vende sua herança,
coloca sua irmã em um convento
e inicia uma vida de eremita.
AS TENTAÇÕES DE SANTO ANTÃO


Mas o demônio, que odeia e inveja o bem, não podia ver tal resolução num jovem, e se pôs a empregar suas velhas táticas também contra ele .
Primeiro tratou de fazê-lo desertar da vida ascética recordando-lhe sua propriedade, o cuidado de sua irmã, os apegos da parentela, o amor do dinheiro, o amor à glória, os inumeráveis prazeres da mesa e todas as demais coisas agradáveis da vida.

Finalmente apresentou-lhe a austeridade e tudo o que se segue a essa virtude, sugerindo-lhe que o corpo é fraco e o tempo é longo.

Em resumo, despertou em sua mente toda uma nuvem de argumentos, procurando fazê-lo abandonar seu firme propósito


O inimigo queria sugerir-lhe pensamentos baixos, mas ele os dissipava com orações; procurava incitá-lo ao prazer, mas Antão, envergonhado, cingia seu corpo com sua fé, orações e jejuns.

Atreveu-se então o perverso demônio a disfarçar-se em mulher e fazer-se passar por ela em todas as formas possíveis durante a noite, só para enganar a Antão.

Mas ele encheu seus pensmentos de Cristo, refletiu sobre a nobreza da alma criada por Ele, e sua espiritualidade, e assim apagou o carvão ardente da tentação.

E quando de novo o inimigo lhe sugeriu o encanto sedutor do prazer, Antão, enfadado com razão, e entristecido, manteve seus propósitos com a ameaça do fogo e dos vermes (cf Jd 16,21; Sir 7,19; Is 66,24; Mc 9,48) (20).
Sustentando isto no alto, como escudo, passou por tudo sem se dobrar.


Decidiu então mudar-se para os sepulcros que se achavam a certa distância da aldeia. Pediu a um de seus familiares que lhe levasse pão a longos intervalos.

Entrou, pois, em uma das tumbas; o mencionado homem fechou a porta atrás dele, e assim ficou dentro sozinho.

Isto era mais do que o inimigo podia suportar, pois em verdade temia que agora fosse encher também o deserto com a vida ascética.

Assim chegou uma noite com um grande número de demônios e o açoitou tão implacavelmente que ficou lançado no chão, sem fala pela dor.

Afirmava que a dor era tão forte que os golpes não podiam ter sido infligidos por homem algum para causar semelhante tormento. Pela Providência de Deus - porque o Senhor não abandona os que nele esperam - seu parente chegou no dia seguinte trazendo-lhe pão. Quando abriu a porta e o viu atirado no chão como morto, levantou-o e o levou até a igreja da aldeia e o depositou sobre o solo.


Era como se os demônios abrissem passagens pelas quatro paredes do recinto, invadindo impetuosamente através delas em forma de bestas ferozes e répteis.

De repente todo o lugar se encheu de imagens fantasmagóricas de leões, ursos, leopardos, touros, serpentes, víboras, escorpiões e lobos; cada qual se movia segundo o exemplar que havia assumido.

O leão rugia, pronto a saltar sobre ele; o touro, quase a atravessá-lo com os chifres; a serpente retorcia-se sem o alcançar completamente; o lobo acometia-o de frente .

E a gritaria armada simultaneamente por todas essas aparições era espantosa, e a fúria que mostravam, feroz.

Antão, atormentado e pungido por eles, sentia aumentar a dor em seu corpo; no entanto, permanecia sem medo e com o espírito vigilante. Gemia, é verdade, pela dor que atormentava seu corpo, mas a mente era senhora da situação e, como por debique, dizia-lhes:
"Se tivessem poder sobre mim, teria bastado que viesse um só de vocês; mas o Senhor lhes tirou a força e por isso se esforçam em fazer-me perder o juízo com seu número; é sinal de fraqueza terem de imitar animais ferozes".


De novo o Senhor não se esqueceu de Antão em sua luta, mas veio ajudá-lo.

Pois quando olhou para cima, viu como se o teto se abrisse e um raio de luz baixasse até ele.

Foram-se os demônios de repente, cessou-lhe a dor do corpo, e o edifício estava restaurado como antes.

Notando que a ajuda chegara, Antão respirou livremente e sentiu-se aliviado de suas dores.

E perguntou à visão: "onde estavas tu? Por que não aparecestes no começo para deter minhas dores?"

E uma voz lhe falou:

"Antão, eu estava aqui, mas esperava ver-te enquanto agias. E agora, porque aguentaste sem te renderes, serei sempre teu auxílio e te tornarei famoso em toda parte".

Ouvindo isto, levantou-se e orou: e ficou tão fortalecido que sentiu seu corpo mais vigoroso que antes.

Tinha por aquele tempo uns trinta e cinco anos de idade.
UMA DAS TENTAÇÕES DE SANTO ANTÃO


SANTO ANTÃO E SÃO PAULO EREMITA


NOSSA SENHORA APARECE A SANTO ANTÃO E SÃO PAULO EREMITA


Ó DEUS, QUE CHAMASTES AO DESERTO SANTO ANTÃO,
PAI DOS MONGES,
PARA VOS SERVIR POR UMA VIDA HERÓICA,
DAI-NOS, POR SUAS PRECES,
A GRAÇA DE RENUNCIAR A NÓS MESMOS E AMAR-VOS ACIMA DE TUDO.

POR NOSSO SENHOR JESUS CRISTO,
VOSSO FILHO,
NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO.
AMÉM


"NA VERDADE, CONSIDERO TUDO COMO PERDA DIANTE DA VANTAGEM SUPREMA QUE CONSISTE EM CONHECER A CRISTO JESUS, MEU SENHOR.
POR CAUSA DELE EU PERDI TUDO."
Flp 3,8


Ó DEUS,
QUE NOS DESTES NO SANTO ABADE ANTÃO
UM TESTEMUNHO DE PERFEIÇÃO EVANGÉLICA,
FAZEI-NOS, EM MEIO ÀS AGITAÇÕES DESTE MUNDO,
FIXAR OS CORAÇÕES NOS BENS ETERNOS.

POR NOSSO SENHOR JESUS CRISTO,
VOSSO FILHO,
NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO.
AMÉM

Ó Deus, que permitistes que, mesmo na solidão de uma gruta, no deserto, o demônio perturbasse Santo Antão com violentas tentações, mas lhe destes força de vencê-las, enviai-me, do céu, o vosso socorro, porque eu vivo num ambiente minado de tentações que me agridem, pelo rádio, televisão, novelas, bailes, cinemas, revistas, propagandas e maus companheiros.

Santo Antão, ficai sempre ao meu lado; vós que vencestes o demônio, na aparência de um bicho imundo, me dareis força na tentação.
Na hora da tentação, socorrei-me Santo Antão. Amém.


SÃO JOÃO BATISTA, SANTO ANTÃO E SÃO SEBASTIÃO


Ó DEUS,
LIVRAI-NOS DAS TENTAÇÕES E INFLUÊNCIAS DO MALIGNO
PELOS MÉRITOS DE SANTO ANTÃO,
QUE O DERROTOU PELA ORAÇÃO PENITÊNCIA E JEJUM.
ASSIM SEJA


SE TU QUERES SER PERFEITO,
VAI E VENDE OS TEUS BENS,
DOA TUDO, ENTÃO, AOS POBRES E TERÁS NO CÉU UM TESOURO;
VEM E SEGUE-ME, DEPOIS.
TODO AQUELE , DENTRE VÓS, SE NÃO DEIXAR TUDO O QUE TEM,
NÃO PODE SER O MEU DISCÍPULO.
VEM E SEGUE-ME , DEPOIS.
Mt 19,21;Lc14,33b

SANTO ANTÃO,
ORAI POR NÓS
PARA QUE SEJAMOS LIVRES DAS INSÍDIAS DO MALIGNO!

SANTO ANTÃO,
INTERCEDEI POR NÓS PARA QUE VENÇAMOS NOSSOS INIMIGOS!

SANTO ANTÃO,
ROGAI POR NÓS PARA TERMOS O AUXÍLIO DE CRISTO
EM TODAS AS BATALHAS DA VIDA!