Pesquisar no Blog

18 de mar de 2013

PRESIDENTE GABRIEL GARCIA MORENO (1821-1875) EQUADOR



Gabriel Garcia Moreno nasceu e cresceu no Equador... um país que, na altura, encontrava-se numa situação muito similar à nossa, mergulhado numa profunda crise econômica e transformado paulatinamente e demagogicamente à imagem e semelhança da cartilha de um tal Partido Liberal.

Fruto de uma educação católica ortodoxa, Moreno formou-se em Teologia e Direito. Chegou a pensar numa vocação sacerdotal, mas os interesses mundanos levaram-no a dedicar-se à Política. E, na verdade, foi eleito Presidente da República em 1861.

É verdade que algumas das políticas de Garcia Moreno violam o princípio da laicidade, pelo que não me revejo nelas. Mas também é verdade que, não embarcando no laicismo anticlerical, Moreno foi o único Chefe de Estado a cumprir o seu papel, condenando a apropriação dos Estados Pontificais pelos italianos (uma agressão injustificada ao Papa, outro Chefe de Estado). Também é verdade que Moreno foi mais laico que muitos laicistas, não desejando alterar a mentalidade do povo que o legitimava, mas respeitando-a e fomentando-a. E também é verdade que Moreno exerceu o seu mister antes de a Igreja ter articulado a sua Doutrina Social (na qual se inclui o princípio da laicidade)... tendo, ainda assim conseguido antecipar muitos dos princípios desta Doutrina Social.
.
Garcia Moreno não tinha medo nem vergonha da sua religião católica, nem de a professar em público, nem de usar as suas convicções católicas para orientar as suas políticas... tal como o povo o tinha eleito para fazer. Assinou uma concordata com o Beato Papa Pio IX. Devolveu à Igreja as terras que lhe haviam sido confiscadas. Permitiu a entrada no Equador de religiosos estrangeiros (até então banidos do país). Consagrou o Equador ao Sagrado Coração de Jesus. Aboliu a escravatura. Proibiu as casas de prostituição. Implementou políticas de moralização e reinserção social que reduziram eficazmente a criminalidade. Promoveu a igualdade de todos os cidadãos, independentemente da sua classe e grupo étnico. Condenou a conquista dos Estados Pontifícios pelo Rei Vitor Emanuel. Usou a matriz cultural e religiosa do seu povo como suporte da estabilidade nacional, em vez de considerar essa matriz como inimiga ou acessória do seu projeto político.
.
Mas Garcia Moreno não foi um político que usou o seu cargo unicamente para proselitismos, esquecendo o bem-estar material da Nação. Nem foi um político fundamentalista, que pretendia ver o seu povo na ignorância para se eternizar no Poder.
Não... esses eram epítetos dos progressistas, dos seus adversários políticos. Garcia Moreno, muito pelo contrário, foi um grande impulsionador da Educação e das Ciências. Abriu 300 escolas primárias, tendo alargado a escolaridade a mais 24.000 estudantes. Criou 2 colégios politécnicos e agrícolas. Reformou as universidades, tornando-as pioneiras na investigação científica. Abriu um observatório astronômico e uma conservatória de música.

Também abriu hospitais em todas as cidades, reformou o exército, construiu caminhos-de-ferro e auto-estradas, estendeu o telégrafo... enfim, modernizou a sua Nação, no verdadeiro sentido da palavra.

É que, para o Presidente Moreno, não havia qualquer conflito entre a "Ética da Responsabilidade" e a "Ética da Convicção".

.Mas... e a economia? Não estava o Equador quase falido quando o Presidente tomou posse? Estas reformas todas... não agravaram ainda mais a crise? Não. Na verdade, durante as presidências de Garcia Moreno, a dívida externa do Equador foi liquidada. Onde foi ele buscar o dinheiro? Diminuindo os ordenados? Não, estes aumentaram. Aumentando os impostos? Não, estes diminuíram. Outrossim, retirou o Equador da penúria ao acabar com a corrupção e ao eliminar cargos e gastos inúteis por parte dos Estado...

... porque não há melhorias econômicas numa sociedade sem ética, digam o que disserem.

Muitos foram os feitos deste homem... e o Povo, reconhecido, reelegeu-o por duas vezes. Infelizmente, todas estas reformas valeram-lhe muitos inimigos. Na Festa da Transfiguração, enquanto saía da Catedral, o Presidente Moreno foi assassinado, provavelmente a mando da Maçonaria. Enquanto tombava, Garcia Moreno contemplou os seus algozes e clamou: "Eu morro , mas Deus não morre 

(¡Dios no se muere!)"

... Enquanto recebia a Extrema-Unção aos pés da Catedral, o padre pediu-lhe que perdoasse ao seu assassino. Moreno já não conseguia falar, mas acenou com os olhos, dizendo que já o fizera. Já após a sua morte, encontraram no seu bolso o livro "A Imitação de Cristo".

Finalizo com uma citação de Moreno, a resposta pronta que ele dava aos que o acusavam de se valer hipocritamente do seu catolicismo para seu ganho político:

"Hipocrisia consiste em agir de forma diferente ao que se acredita. Logo, os verdadeiros hipócritas são os homens que têm Fé, mas que, por respeito, não se atrevem a pô-la em prática."


CONSAGRAÇÃO DA REPÚBLICA AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
 FEITA POR INICIATIVA DO PRESIDENTE GABRIEL GARCIA MORENO

Quadro do Sagrado Coração, com o qual Dom José Inácio C. y Barba e Gabriel García Moreno fizeram a consagração do Equador

Em 1.874 o Concílio Nacional de Quito lavrou um decreto que mandava consagrar o Equador ao Sagrado Coração de Jesus, por direta inspiração de García Moreno. Este, por sua vez, apresentou ao Congresso Nacional uma moção, pedindo que o Estado se unisse à Igreja nesse ato solene. Esta moção foi votada por unanimidade, tal era o espírito dos senadores e deputados durante o seu governo. Assim, marcou-se a data da Consagração Oficial da República ao Sagrado Coração de Jesus. Na festa do Sagrado Coração de Jesus, em julho de 1.874, a cerimônia teve lugar em todas as igrejas da República. Em Quito a cerimônia foi imponente. O arcebispo, Dom José Inácio Checa y Barba, grande amigo do presidente, pronunciou a fórmula de consagração diante do quadro do Sagrado Coração em nome da Igreja Católica e da Hierarquia Eclesiástica do Equador. Em seguida, Gabriel García Moreno, cercado de todas as autoridades do Governo Equatoriano a pronunciou em nome da Nação. Tal foi o entusiasmo produzido por esta grande manifestação de Fé dos equatorianos, que diversos membros do Congresso pensaram em erigir uma igreja ao Sagrado Coração, sendo, porém, este projeto adiado por razões econômicas até a presidência de Luís Cordero, em 1.884.

Sem dúvida muitos viram naquele momento o cumprir da profecia de Nossa Senhora do Bom Sucesso à Irmã Mariana de Jesus em 1.594: “No século XIX haverá um presidente verdadeiramente cristão, varão de caráter(...). Ele consagrará a República ao Divino Coração de meu Filho Santíssimo e esta consagração sustentará a Religião Católica nos anos posteriores, os quais serão aziagos para a Igreja.”
A Consagração do Equador ao Sagrado Coração de Jesus, somada à proibição das sociedades secretas, ocorrido com a nova constituição, valeu à García Moreno e ao seu amigo, o arcebispo de Quito, a condenação ao punhal traiçoeiro da Maçonaria, e consagração de ambos como apóstolos de um ideal. A própria profecia de Nossa Senhora do Bom Sucesso já rezava que este presidente verdadeiramente cristão que haveria no século XIX, seria alguém “(...) a quem Deus Nosso Senhor dará a palma do martírio na praça onde está este meu convento. (...)” Era evidente que a Virgem Santíssima falava de Gabriel García Moreno e que ele, juntamente com Dom José Inácio, seriam vítimas da Maçonaria.


TERCEIRA ELEIÇÃO COMO PRESIDENTE - MARTÍRIO


Em 1.873 o Equador gozava de uma paz tão grande que Gabriel García Moreno, em um gesto de magnanimidade, concedeu anistia a todos os exilados políticos. Não é difícil de imaginar, que alguns, senão muitos destes, ao invés de ter gratidão para com o presidente, preferiram confabular contra ele juntamente da Maçonaria. Esse ódio só cresceu após a Consagração da Pátria ao Coração Divino e García Moreno foi jurado de morte pelas lojas maçônicas.
Em maio de 1.875, Gabriel García Moreno foi eleito presidente da República pela terceira vez. Os exilados anistiados, juntaram-se formalmente com a Maçonaria e começaram a vomitar toda a sorte de ataque contra o presidente da nação. Os ataques foram mais ferozes do que nunca.
Sabendo de todos os perigos que corria, García Moreno aceitou a eleição e, antes de assumir mais um mandato, pediu auxílio espiritual e conforto ao Vigário de Cristo, Pio IX: “Eu desejo receber vossa benção antes daquele dia, para que tenha a força e a luz de que tanto preciso para conseguir até o fim ser um fiel filho de Nosso Redentor e um leal, e obediente servo de Seu Infalível Vigário. Agora que as lojas maçônicas dos países vizinhos, instigadas pelos alemães, estão a vomitar contra mim toda a sorte de insultos atrozes e horríveis calúnias, agora que as lojas maçônicas estão secretamente a planejar o meu assassinato, eu tenho mais do que nunca a necessidade da proteção divina para que possa viver, e morrer em defesa de nossa Santa Religião e da amada República que uma vez mais sou chamado a governar.”
Os amigos do presidente tentaram-no convencer a se precaver por causa das conspirações urdidas pelos inimigos da Igreja e da Pátria, mas ele simplesmente respondeu-lhes que só temia a Deus, e só a Deus.
Em 2 agosto de 1.875, avisaram-lhe que Faustino Rayo estava entre os conjurados que maquinavam o seu assassinato. Gabriel García Moreno afirmou que Rayo estava acima de qualquer suspeita, porque era católico. O santo presidente ignorava que as más companhias podem fazer de um homem honrado e católico um malfeitor, e assassino e assim sucedeu. Faustino Rayo era colombiano naturalizado equatoriano, a quem García Moreno havia perdoado naquele incidente das tropas de Riobamba com o Comandante Cavero, fazendo dele chefe militar e ordenando-lhe muitos assuntos de suma importância. Tal era a confiança que García Moreno tinha emRayo, que várias vezes faziam rondas noturnas durante o tempo em que García Moreno chefiava exércitos para lutar contra Urbina e Robles. No entanto, desprezando a amizade do presidente, Rayo aceitou uma pequena soma de dinheiro dada pela Maçonaria em troca da vida do amigo.
No dia da Transfiguração, 6 de Agosto do ano de 1.875, Gabriel García Moreno assistiu à Santa Missa e comungou. Não sabia, não o podia saber, mas era a última vez que assistia à Santa Missa e comungava. Em breve, veria a Deus e não teria mais necessidade dos Sacramentos.

Fora da Igreja, Faustino Rayo o esperava junto com outros conjurados. Mas a grande multidão que estava fora da Catedral impediu-os de perpetrar o plano diabólico.

Uma hora da tarde, Gabriel García Moreno desceu do Palácio do Governo para visitar o Santíssimo Sacramento na catedral, conforme era o seu costume. Em breve, moraria na casa do Senhor a quem visitava todas as tardes. Fora da catedral, os conjurados ficaram impacientes pela demora. Faustino, então, entrou e chamou o presidente sob o pretexto de ter assuntos urgentes no palácio.


Subindo as escadarias do palácio, recebeu de Rayo um golpe de facão no ombro. Gabriel García Moreno tentou alcançar o revólver para se defender, mas foi atingido na cabeça e logo chegaram os outros sicários que atiraram nele. Gravemente ferido, o presidente tentou-se dirigir para o lugar de onde partiam os tiros, mas Rayo o perseguiu e deu-lhe novo golpe no braço direito. Novos tiros dos conjurados e o santo presidente tombou desde o peristilo do palácio, a uma altura de cerca de quatro a cinco metros. Faustino Rayo, possuído de uma ferocidade sem par, desceu as escadas e desferiu os mais tremendos golpes no já moribundo presidente da Nação. 

– Morre algoz da liberdade! – gritou o traidor.

– DEUS NÃO MORRE! – exclamou o mártir num supremo esforço.

Os soldados do palácio acorreram e Rayo foi morto ali mesmo, enquanto o presidente foi transportado à catedral, e foram perseguidos os conjurados.


O pároco deu-lhe a Absolvição Sacramental e persuadiu-lhe de que perdoe os seus assassinos. “Já o fiz, padre!” Disse o grande estadista e entregou a sua alma à Deus.
O seu corpo havia recebido catorze golpes de facão e seis projéteis de revólver. O enterro assumiu proporções grandiosas. A mensagem que leria no Congresso naquele dia foi lida pelo Ministro do Interior, ouvida por todos com recolhimento.
Quando celebrava os ofícios de Sexta-Feira Santa de 1.877, ao beber do Cálice de vinho para a purificação, Dom José Inácio Checa y Barba, Arcebispo de Quito, grande amigo de Gabriel García Moreno, exclamou: “Meus filhos, fui envenenado!” Recebeu a Absolvição Sacramental de um sacerdote e expirou. Haviam posto estricnina no seu cálice.

HOMENAGENS PÓSTUMAS

O Congresso aclamando-o como “regenerador da Pátria, mártir da civilização católica”, mandou gravar isto em seu túmulo e erigiu uma estátua dedicada à ele com a seguinte inscrição: ”À García Moreno, o mais nobre dos filhos do Equador, morto pela causa da Religião e da Pátria, a República reconhecida.” Também o Santo Padre Pio IX fez erigir no Colégio Pio-Latino uma estátua ao herói, onde se vê gravado: ”Ao guarda fiel da Religião, ao zeloso promotor dos estudos, ao dedicadíssimo servo da Santa Sé, ao justiceiro vingador do crime.” Leão XIII confirmou os elogios e foi presenteado pela viúva, Dona Mariana Del Alcazar y Ascasubi Moreno, com um quadro em tamanho natural de Gabriel García Moreno, segurando a constituição da Pátria.


Em idos de 1.980, ao exumarem o corpo do grande estadista, encontraram somente e só os seus ossos como era de esperar-se. Contudo, um volume esbranquiçado aparentemente de músculos chamou a atenção entre as costelas do cadáver. Era o coração do presidente. Ele que tanto amou o Sagrado Coração de Jesus! Ele que via o Coração vivo e palpitante na Hóstia Santa que recebia a cada Comunhão! Ele que visitava Jesus Sacramentado todas as tardes! Ele que conservou a chama da Fé acesa nos corações dos equatorianos, consagrando a República ao Sagrado Coração de Jesus, teve o seu próprio coração conservado incorrupto durante mais de um século.
Ao ver este milagre, os responsáveis pela exumação, talvez por curiosidade, exumaram também o corpo do arcebispo de Quito e viram que estes dois corações que uniram-se para consagrar o Equador ao único Coração adorável também estavam unidos na incorrupção.
Por certo tempo, exibiram o coração de Dom José Inácio na mesma capela onde está exposto o quadro do Sagrado Coração de que se serviram ele e o presidente santo para consagrar a pátria. Mas, agora, até o coração do bispo está unido ao degredo de um vidro de formol, ao lado do coração de Garcia Moreno, proibidos de serem expostos pela hierarquia eclesiástica.
Também o Papa Paulo VI, quiçás por não suportar os ideais anti-liberais do santo, devolveu o quadro doado pela viúva à Leão XIII à igrejinha onde estão os restos mortais de Gabriel García Moreno.
Ele foi cortado do mundo dos vivos pelo punhal traídor da Maçonaria, que muitos querem fazer-nos crer como associação idônea, mas o seu exemplo fica bem patente aos olhos da humanidade como que pedindo aos católicos que sigam a mesma senda de virtude, honra, saber, nobreza, patriotismo e Fé religiosa, do MAIOR ESTADISTA DO SÉCULO XIX!
Profecias de Nossa Senhora do Bom Sucesso (3ªParte) – As revelações

PROFECIAS DE NOSSA SENHORA DO BOM SUCESSO REVELADAS À VIDENTE MADRE MARIANA DE JESUS TORRES EM QUITO-EQUADOR

“Um presidente verdadeiramente católico”

Em aparição de 16 de janeiro de 1599, Nossa Senhora disse a Madre Mariana:

“A pátria em que vives deixará de ser colônia e será república livre; então, chamar-se-á Equador e necessitará de almas heróicas para sustentar-se no meio de tantas calamidades, públicas e privadas”.

Previsão cumprida 200 anos depois. Nessa mesma aparição, a Santíssima Virgem afirmou:


“No séc. XIX haverá um presidente verdadeiramente católico, varão de caráter, a quem Deus dará a palma do martírio, na mesma praça onde está este meu convento. Ele consagrará a República ao Divino Coração de meu Filho Santíssimo, e esta consagração sustentará a Religião católica nos anos posteriores, os quais serão amargos para a Igreja”.

Com efeito, em 25 de março de 1874, Gabriel Garcia Moreno [foto] tornou o Equador a primeira nação da América consagrada ao Sagrado Coração de Jesus. E no ano seguinte, a 6 de agosto, entregou sua alma a Deus, assassinado pelos inimigos da fé, na mesma praça em que está situado o mosteiro. Antes de expirar, escreveu no solo, com o próprio sangue: Dios no muere.

“Quando tudo parecer perdido, será o início do triunfo da Santa Igreja”


Em aparição de 2 de fevereiro de 1634, Nossa Senhora do Bom Sucesso entregou o Menino Jesus a Madre Mariana.

Em seus braços, Ele revelou-lhe a proclamação do Dogma da Imaculada Conceição, quando “meu Vigário” (o Papa) estiver cativo; e o dogma da Assunção, depois de o mundo sair de um banho de sangue.

O que se verificou, respectivamente, em 1854, no pontificado do Bem-aventurado Pio IX, e após a II Guerra Mundial, em 1950.

Em 8 de dezembro de 1634, a Rainha do Céu e da Terra indicou a Madre Mariana que sua invocação de Bom Sucesso iria ser a sustentação e guarda da fé, face à total corrupção do séc. XX. Ela predisse que,


“nesses tempos de calamidade, quase não haverá inocência infantil [...], a atmosfera estará saturada de impureza, a qual, como um mar imundo, correrá pelas ruas, praças e lugares públicos com uma liberdade assombrosa, de maneira que quase não se encontrarão no mundo almas virgens[...]. Quanta dor sinto ao te manifestar que haverá muitos e enormes sacrilégios públicos e também ocultos, profanações da Sagrada Eucaristia. [...] Meu Filho Santíssimo será lançado ao solo e pisoteado por pés imundos. [...] O Sacramento da ordem sacerdotal será ridicularizado, oprimido e desprezado, porque nesse sacramento se oprime e denigre a Igreja de Deus e a Deus mesmo, representado em seus sacerdotes. [...] O Sacramento do matrimônio, que simboliza a união de Cristo com a Igreja, será atacado e profanado em toda a extensão da palavra [...]. Impor-se-ão leis iníquas, com o objetivo de o extinguir, facilitando a todos viverem mal”.

 
Dramaticamente essas profecias indicam o que ocorre em nossos dias em relação aos sacrilégios, ao sacerdócio e àquilo que seria então inacreditável: a legalização de uniões de indivíduos do mesmo sexo, como se elas fossem casamento.

E Nossa Senhora do Bom Sucesso acrescentou:


“Quando tudo parecer perdido, será o início do triunfo da Santa Igreja. O pequeno número de almas que guardarão o tesouro da fé e das virtudes sofrerá um cruel e indizível padecer, a par de um prolongado martírio [...], haverá uma guerra formidável e espantosa, na qual correrá sangue de nacionais e estrangeiros, de sacerdotes e de religiosas. Essa noite será terrível, pois parecerá ao homem o triunfo da maldade. Será chegada, então, a hora em que Eu de maneira assombrosa destronarei o soberbo e maldito Satanás, pondo-o abaixo de meus pés e sepultando-o no abismo infernal. Deixarei por fim livres, a Igreja e a pátria, de sua cruel tirania [...]. Ora com insistência, pedindo a nosso Pai Celeste que se compadeça e ponha termo, o quanto antes, a tempos tão nefastos, enviando à Santa Igreja o prelado (do latim, “praelatus” — aquele que vai à frente),que deverá restaurar o espírito de seus sacerdotes. A esse filho meu muito querido amamos, meu Filho Santíssimo e Eu, com amor de predileção, pois o dotaremos de uma capacidade rara, de humildade de coração, de docilidade às divinas inspirações, de fortaleza para defender os direitos da Igreja e de um coração terno e compassivo, para que, qual outro Cristo, atenda o grande e o pequeno, sem desprezar o mais desafortunado que lhe peça luz e conselho em suas dúvidas e amarguras [...]. Em sua mão será posta a balança do Santuário, para que tudo se faça com peso e medida, e Deus seja glorificado”.


“Alegre e triunfante, qual terna menina, ressurgirá a Igreja”

Em outra ocasião, revelando a mesma situação com ênfase diferente, Nossa Senhora do Bom Sucesso diz:


“Tempos funestos sobrevirão, nos quais, cegando na própria claridade, aqueles que queriam defender em justiça os direitos da Igreja, sem temor servil nem respeito humano, darão a mão aos inimigos da Igreja, para fazer o que estes quiserem. Mas ai do erro do sábio — o que governa a Igreja —, do Pastor do redil que meu Filho Santíssimo confiou a seus cuidados. Mas quando aparecerem triunfantes e quando a autoridade abusar de seu poder, cometendo injustiças e oprimindo os débeis, próxima está sua ruína. Cairão por terra estatelados. E, alegre e triunfante, qual terna menina, ressurgirá a Igreja e adormecerá brandamente, embalada em mãos do hábil coração maternal de meu filho eleito e muito querido daqueles tempos, ao qual, se dócil prestar ouvido às inspirações da graça — sendo uma delas a leitura das grandes misericórdias que meu Filho Santíssimo e Eu temos usado contigo —, enchê-lo-emos de graças e dons muito particulares, fá-lo-e-mos grande na Terra e muito maior no Céu, onde lhe temos reservado um assento muito precioso, porque, sem temor dos homens, combateu pela verdade e defendeu, impertérrito, os direitos de sua Igreja, pelo que bem o poderão chamar mártir”.

As profecias de Nossa Senhora à Madre Mariana de Jesus Torres impressionam, quer pela clareza com que predisse acontecimentos já realizados, quer pela exatidão com que descreve a imensa crise de nossos dias.

E são inteiramente afins com as mensagens de Nossa Senhora em Fátima e em La Salette.
(Fonte: Carlos Antonio E. Hofmeister Poli, Coronel do Exército de Cavalaria e Estado-Maior (R), ”Catolicismo”, fevereiro de 2010),

NOVO FILME - VOZES DO CÉU 16 - AS APARIÇÕES DE NOSSA SENHORA DO BOM SUCESSO EM QUITO, EQUADOR À VIDENTE MADRE MARIANA DE JESUS TORRES, NO ANO DE 1594 - PARTE 1 (AGUARDEM A SEGUNDA PARTE 2 - NO PRÓXIMO DVD - VOZES DO CÉU 17)

NÃO DEIXEM DE ASSISTIR E DIVULGAR 
LIGUE PARA (0XX 12-9701-2427)

MENSAGEM DE MARIA SANTÍSSIMA, A SENHORA DO BOM SUCESSO
COMUNICADA AO VIDENTE MARCOS TADEU TEIXEIRA
EM JACAREÍ-SP-BRASIL

“- Meus filhos, hoje desejo falar-lhes a cerca das Minhas Aparições à Minha filhinha MARIANA DE JESUS TORRES em QUITO, EQUADOR, onde Apareci como a SENHORA DO BOM SUCESSO.
Foi uma Aparição importante, foi uma Aparição decisiva para a história da humanidade.
Eu Apareci como a Senhora do Bom Sucesso, para chamar os Meus filhos todos para junto do Meu Imaculado Coração, para guiá-los pelo caminho da oração, da penitência e da conversão de modo que todos se tornem SANTOS como foi a Minha filhinha Mariana de Jesus, para com a luz da santidade de suas vidas Eu assim, poder dissipar as trevas do pecado, da apostasia e do predomínio de satanás na sociedade e no mundo, e assim, este pântano de pecado no qual se transformou esta humanidade, possa ser transformado num jardim de santidade que a Santíssima Trindade tanto deseja.
Segui-Me pela estrada que naquelas Minhas Aparições Eu vos indiquei de modo que o Meu Coração possa agir poderosamente em todos vós e por meio de vós, para libertar o Mundo da escravidão de satanás e fazê-lo chegar aos novos tempos de graça e santidade que Eu profetizei nas Minhas Aparições em Quito.
Eu apareci, como A SENHORA DO BOM SUCESSO para avisar-vos que se aproximava o século XX, o tempo de satanás, no qual, ajudado pelos ateus e inimigos do catolicismo, ele empregaria todo o seu poder maligno para destruir o mundo e a Santa Fé Católica, perseguindo os Meus filhos fiéis a Lei de Deus, espalhando no mundo todo a sua treva de sensualidade, de vícios, imoralidade pelos meios de comunicação e violência, guerras e ódio entre os homens a fim de levá-los todos à perdição eterna.
Estes tempos em que viveis agora, são os tempos de satanás no qual ele lançou seu veneno mortal nas almas que se encontram sob o seu predomínio maligno. Agora viveis a fase decisiva da grande luta entre Mim, A MULHER VESTIDA DE SOL , A SENHORA DO APOCALIPSE e o grande dragão infernal que saiu do abismo com furor para lutar contra Mim e todos os Meus filhos, a fim de destruir o Nome de Deus neste Mundo, até não restar sequer lembrança Dele.

Tenho a Missão de combatê-lo e por isso, desde as Minhas Aparições em Quito, passando por LA SALETTE e todas as Minhas Aparições até chegar Aqui em JACAREÍ, Eu tenho vos convidado sem cessar a entrardes no Meu exercito de oração e santidade, para que juntos lutemos contra o dragão infernal e o façamos recuar sempre mais até que caia por terra impotente.
Rezai muito o Meu Rosário, espalhai as Mensagens que vos tenho transmitido nas Minhas Aparições, tornai a minha Aparição em QUITO como a SENHORA DO BOM SUCESSO, conhecida por todos os Meus filhos, para que assim o quanto antes, eles saiam da cegueira espiritual em que se encontram, se convertam, sejam salvos e assim, o domínio de satanás neste mundo, seja finalmente aniquilado.
Eu Apareci como a Senhora do Bom Sucesso, para profetizar-vos que era chegada a hora da JUSTIÇA DIVINA na qual os pecados e as desordens do Mundo seriam punidos pelos castigos que cairão sobre toda a humanidade, tais como os grandes MAREMOTOS que engolirão cidades e regiões inteiras, fortíssimos TERREMOTOS que farão com que muitas cidades sejam sepultadas no seio da terra e dos oceanos. E por fim, o grande castigo dos ASTROS que se chocarão com a Terra.
Já há tantos séculos Eu vim avisar-vos do perigo que correis e se ainda agora não me obedecerdes e continuardes obstinados nos vossos pecados, já não poderei mais segurar o Braço da Justiça Divina e o Anjo ceifador, o Anjo do castigo, golpeará o Mundo com Sua espada flamejante e ai da humanidade pervertida e pecadora.
Grande será também o castigo dos BISPOS E SACERDOTES PORQUE NÃO TORNARAM A MINHA APARIÇÃO COMO SENHORA DO BOM SUCESSO CONHECIDA DOS MEUS FILHOS E ASSIM, UM INCONTÁVEL NÚMERO DE ALMAS SE PERDEU PARA SEMPRE E O MEU DIVINO FILHO VAI LHES PEDIR CONTAS DE TODAS ELAS, E POR ISSO, ELES SERÃO ENTREGUES A GRANDES PERSEGUIÇÕES E AO DESPREZO DOS HOMENS.
Eu Apareci como a Senhora do Bom Sucesso para profetizar-vos os acontecimentos finais e decisivos que vos aguardam e que porá fim à luta entre Mim e o Meu adversário. Esta luta, terminará com a sua precipitação definitiva nos abismos do inferno, golpeado por um único Raio de Luz das Minhas Mãos, onde será acorrentado para sempre, e nunca mais poderá sair para perder as almas.
ENTÃO, O MEU FILHO JESUS DESCERÁ DO CÉU COM GRANDE ESPLENDOR E TRANSFORMARÁ O MUNDO INTEIRO NAQUELE GRANDE PARAÍSO DE BELEZA E PAZ QUE EU TANTO QUERO TRAZER PARA VÓS, ONDE ELE VIVERÁ CONVOSCO, VOS REVELARÁ TUDO QUE AINDA NÃO CONHECEIS E VOS DARÁ A ETERNA ALEGRIA E FELICIDADE QUE TANTO DESEJAIS. SERÁ UM TEMPO DE SANTIDADE, DE PAZ E AMOR DURADOUROS. SERÁ ENTÃO, O TRIUNFO DEFINITIVO DO MEU IMACULADO CORAÇÃO NO MUNDO INTEIRO, QUANDO EU VIREI GLORIOSA SOBRE AS NUVENS DO CÉU PARA TRAZER O MEU REINO DE AMOR AOS MEUS FILHOS OBEDIENTES E DÓCEIS QUE ME SEGUIRAM, AMARAM E OBEDECERAM FIELMENTE.
A grande Estátua que os Meus queridos filhos de QUITO construíram em Minha honra como a SENHORA DO APOCALIPSE, é o sinal profético da Minha vitória definitiva sobre satanás e toda a espécie de mal no mundo.
Coragem! Avante!! No final, o MEU IMACULADO CORAÇÃO TRIUNFARÁ!
O EQUADOR É MEU, Ele foi consagrado ao Meu Imaculado Coração e ao Sagrado Coração de Jesus, e por isso, Nós o salvaremos de um modo SURPREENDENTE, EXTRAORDINÁRIO E MILAGROSO por amor a nossa filhinha predileta MARIANA DE JESUS TORRES, do nosso fiel e amadíssimo filho GABRIEL GARCIA MORENO e de todos aqueles que tanto nos amaram e glorificaram naquelas terras por Nós, tão amadas. O Meu inimigo agora incidia aquela Nação, mas Eu o esmagarei e o acorrentarei novamente no inferno exatamente como estou representada na Minha imagem do PANECILLO e o EQUADOR SERÁ PARTE PRECIOSA DO REINO DO MEU IMACULADO CORAÇÃO.
Por que fizeste com tanto esforço e amor o vídeo desta Minha Aparição tão preciosa, Eu te prometo Marcos: que tantas quantas forem as almas que se convertem por meio dele, tantas serão as coroas de glória que colocarei em tua cabeça no Céu e os fulgores com que ti farei rutilar no meio dos Anjos do Paraíso.
Aqui nesta Minha Aparição em Jacareí, por meio de ti Marcos, Eu terminarei aquilo que comecei em Quito e levarei todos os Meus planos à um BOM SUCESSO e ao completo Triunfo do Meu Imaculado Coração.
A ti Marcos, o mais esforçado dos Meus filhos, ao Meu filho MARCOS AUGUSTO por ter ido até lá para gravar tudo em teu nome, as MINHAS FILHINHAS CONCEPCIONISTAS DE QUITO que imitam a vida santidade e perfeição da Minha filhinha Mariana de Jesus Torres, e a todos os Meus filhos amados, Eu abençoo generosamente agora de LA SALETTE, de QUITO e de JACAREÍ...
A paz Marcos.”


Comentário do vidente Marcos Tadeu: “As Aparições da Senhora do Bom Sucesso em Quito, são o grande sinal do amor de Maria Santíssima por todos os Seus filhos. Séculos antes deste tempo de pecado e predomínio do mal em que vivemos, Ela veio do Céu para nos dar os remédios salutares que precisamos para curar toda a doença espiritual do mundo e para chegarmos seguramente até Deus e a salvação eterna no Céu. Num filme de duas horas, é impossível contar toda a história de Nossa Senhora do Bom Sucesso e Suas Aparições à Madre Mariana de Jesus, por isso, no nosso próximo filme, continuaremos a conhecer essa linda história vendo também, inclusive, a festa de Nossa Senhora do Bom Sucesso que acontece todos os anos no dia 02 de fevereiro, pedida por Ela Mesma a Madre Mariana, o depoimento da Madre Inês, Priora do convento Concepcionista de Quito falando a cerca das Aparições de Jacareí e muito mais, Até lá, se Deus quiser, SALVE MARIA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário